Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

newspaper

agenda cultural

Lançamento ocorrerá hoje, às 18h30min, na Livraria da Vila do Shopping Pátio Higienópolis

Logo de início, o livro introduz o leitor ao conceito da máquina de morar, forjado pelo arquiteto Le Corbusier na década de 1920, contando por que ela era tão almejada. Depois, faz-se um breve panorama sobre as carreiras dos arquitetos Vilanova Artigas (1915-1985) e Miguel Juliano (1928-2009), evidenciando sua importância no cenário da arquitetura nacional.

Trabalho inédito

Até então, nenhuma das quatro casas assinadas por Miguel Juliano haviam sido estudadas mais profundamente. As duas assinadas por Artigas já foram objeto de uma dissertação de mestrado que analisava também outras obras do arquiteto no estado. “O autor é o arquiteto Roberto Tourinho Fontan, nosso colega, que cedeu o material das casas para nós”, conta Ana Luísa. Segundo ela, o ineditismo também vem no sentido de que a história das casas é confusa para os pontagrossenses. “Existe por lá um mito de que todas as casas com rampas e formas geométricas sejam de autoria de Vilanova Artigas”, diz.

A ideia de escrever o livro surgiu em 2012, quando a arquiteta começou a dar aula no Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (Cescage), em Ponta Grossa. “Já ouvia falar dessas casas, porém, as informações eram muito duvidosas. Ninguém sabia ao certo a autoria e quantas eram. Na época, o coordenador do curso de arquitetura era José Marcos Novak. Ele me incentivava a fazer alguma ação voltada ao resgate histórico das casas, visto que minha área de atuação é patrimônio histórico. Quando lançaram o primeiro edital da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Paraná, em 2014, inscrevi o projeto”, detalha Ana Luísa.

Para Gisele Pinna o livro focaliza dois públicos-alvo principais: arquitetos e estudantes interessados em arquitetura modernista residencial, e a população dos Campos Gerais que busca conhecer um pouco mais a sua história. “Pretendemos auxiliar estudantes e o público em geral a compreender e reconhecer a arquitetura modernista na cidade de Ponta Grossa”, avalia ela, responsável pela produção das imagens e coautora do livro.

Memória

“Na primeira parte do livro contextualizarmos a história da ocupação de Ponta Grossa e como a arquitetura modernista ali chegou. Na segunda parte, o ápice do livro, apresentamos cada casa e suas memórias através de fotos e plantas, além de termos reconstituído as casas já descaracterizadas, através de tecnologia 3D. Tudo isso acompanhado de textos que compõem a descrição da planta, mesclados à história e às memórias dos ex-proprietários e da própria comunidade pontagrossense”, explica Pinna.
A terceira parte do livro é dedicada a uma análise arquitetônica de cada casa através de diagramas analíticos, divididos por categorias. Nessa parte, mais técnica, as arquitetas avaliam itens como implantação, volumetria, setorização, fluxos, visuais, estrutura e orientação solar.

Realização

Editado pela ArquiMemo Livros, Arquitetura & Patrimônio – uma editora com foco em registro do patrimônio arquitetônico e processos tecnológicos – o livro foi realizado através do apoio exclusivo da Copel. Trata-se de um projeto viabilizado pelo Programa de Fomento e Incentivo à Cultura do Estado do Paraná (Profice), edital 001/2014, da Secretaria de Estado da Cultura do Estado do Paraná.

<br />Imagem divulgação


Imagem divulgação

Artigas e Miguel Juliano

happens
in

opening
Quarta-feira, 05 de setembro, das 18h30

where

Livraria da Vila - Shopping Pátio Higienópolis
Av. Higienópolis, 618 - Piso Pacaembu, Boulevard
São Paulo SP Brasil

source
Livraria da Vila
São Paulo

share


© 2000–2018 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided