Seu navegador está desatualizado.

Para experimentar uma navegação mais interessante, recomendamos que você o atualize clicando em um dos links ao lado.
Todos são gratuitos e fáceis de instalar.

 
  • em vitruvius
    • em revistas
    • em jornal
  • \/
  •  

pesquisa

revistas

jornal

notícias

Como parte da premiação, o fotógrafo integrará uma exposição coletiva homônima que será realizada na York Art Gallery, em York, na Inglaterra, entre 26 de maio e 10 de setembro.

“É muito gratificante estar entre os artistas selecionados para participar da mostra que será sediada em York, um dos maiores polos artísticos do mundo. A exposição com certeza trará muitas oportunidades de diálogo, bem como visibilidade ao meu trabalho e aos dos demais artistas, que trabalham com linguagens que vão além da fotografia”, diz Bittencourt.

Representado pela Galeria Lume, o fotógrafo foi selecionado por Plethora, projeto seriado que abrange locais e culturas distintas, retratando a superpopulação em países em que o fenômeno é particularmente relevante, como o Japão, por exemplo. Julio documenta cenas urbanas superpovoadas e discute os efeitos dessa ocorrência na sociedade.

Neste ano, a exposição coletiva apresenta o trabalho de artistas tanto estabelecidos quanto emergentes de diversos locais do mundo, como Austrália, Brasil, Alemanha, Áustria, Canadá, Estados Unidos e Reino Unido.

Das narrativas individuais às preocupações globais, as obras de arte comentam a cultura contemporânea e exploram temas como a globalização, as percepções do espaço e a alienação na era digital. A ideia é que os visitantes explorem a amplitude e a diversidade de trabalhos que estão sendo produzidos em todo o mundo hoje.

Além do fotógrafo brasileiro, também participam da exposição Adam Basanta, Adam Niklewicz, Alinka Echeverría, breadedEscalope, Dylan Martinez, Emmanuelle Moureaux, Jasmina Cibic, Judith Jones, Lesley Hilling, Maryam Tafakory, Sara Morawetz, Stanza, Stephen Johnston, Toby Dye e Webb-Ellis.

O prêmio

Promovido pela Aesthetica Magazine, o Aesthetica Art Prize é uma premiação da excelência em arte de todo o mundo. O prêmio oferece a artistas emergentes e já estabelecidos a oportunidade de mostrar seu trabalho a um público mais amplo, inserindo-o no cenário da arte internacional.

Além da mostra realizada pela publicação, os artistas têm seus trabalhos divulgados em um anuário especial da revista. Na abertura da exposição serão ainda anunciados os vencedores, entre os selecionados, das categorias Geral e Emergente. Tais artistas irão receber prêmios no valor de £5 mil e £1 mil, respectivamente.

O artista

O fotógrafo paulistano Julio Bittencourt cresceu entre São Paulo e Nova York. Seus trabalhos, de modo geral, refletem o interesse do artista em, através de histórias distintas, investigar as relações entre o homem e o seu ambiente.

Suas fotografias já foram expostas em galerias e museus em diversos países, entre os quais o Museu de Arte de São Paulo (Masp), em São Paulo; o Museu Nacional, em Brasília; e o Kiyosato Museum of Photographic Arts, em Yamanashi, no Japão.

Seus trabalhos estiveram presentes ainda em publicações como GEO, Stern, TIME, Le Monde, The Wall Street Journal, C Photo, The Guardian, The New Yorker, Esquire, French Photo, Financial Times, Los Angeles Times, The Huffington Post e Leica World Magazine, entre outras.

Bittencourt é também autor de dois livros - Numa janela do Edifício Prestes Maia 911 e Ramos.

Julio Bittencourt: Plethora (Tokyo Subway), 2016

Julio Bittencourt: Plethora (Tokyo Subway), 2016

Fotógrafo Julio Bittencourt é selecionado pela Aesthetica Art Prize

fonte
A4eholofote
São Paulo, SP

compartilhe


© 2000–2017 Vitruvius
Todos os direitos reservados

As informações são sempre responsabilidade da fonte citada