Seu navegador está desatualizado.

Para experimentar uma navegação mais interessante, recomendamos que você o atualize clicando em um dos links ao lado.
Todos são gratuitos e fáceis de instalar.

 
  • em vitruvius
    • em revistas
    • em jornal
  • \/
  •  

pesquisa

revistas

jornal

notícias

Luz. Solar, lunar, estelar. Brilhante, opaca, translúcida, duradoura, fugaz. Luzes artificiais. Luz invadindo espaços, contornando volumes, revelando linhas e formas. Ocorrências da imperiosa presença da luz na paisagem do mundo que o olhar aplicado e ao mesmo tempo perplexo de Antonio Florence capta e elabora desenhos com sua fotografia.  

O resultado são composições abstratas onde os fenômenos da luz sobre as sombras se desdobram em nuances, literalmente em intervalos acidentais de chiaroscuro que invadem o cotidiano de Antonio e se transformam em exercícios fotográficos não planejados. Aparições tênues, quase mágicas flutuando em densa escuridão, luzes brandas, fachos sutis que tocam tudo com maciez ou seu oposto, intensidades que expõem elementos geométricos que só se revelam através da luz. 

O incentivo para seguir com este trabalho surgiu de observações especiais sobre suas fotos feitas pelo renomado fotógrafo americano Ralph Gibson durante um workshop na Galeria Leica em São Paulo, um dos desdobramentos é este livro, obra dedicada a Gibson que o recebeu com elogios.

Em um momento sufocado por todo tipo de excessos, “Intervalos Acidentais” respira com fluidez, trata-se essencialmente de um livro contemplativo elaborado com a finalidade de provocar sensações no espectador, suscitar reflexões em seu íntimo através das imagens, assunto que Antonio carrega em seu DNA: ele é tetraneto de Hercule Florence, um dos cinco inventores oficiais da Fotografia que conseguiu, de forma isolada, no Brasil, captar e fixar raios luminosos em uma superfície.

Nas palavras do curador Eder Chiodetto, “renunciando às decifrações dos enigmas da astrofísica, o fotógrafo opta por colecionar e encapsular em sua câmera o brilho das estrelas, os arroubos da lua cheia, a contundência dos raios solares e também o enlevo das luzes artificiais, que os homens constroem acreditando no poder de criação de sua própria Via Láctea“.

Lançamento "Intervalos Acidentais"

fonte
Magali Martucci
São Paulo SP

compartilhe


© 2000–2018 Vitruvius
Todos os direitos reservados

As informações são sempre responsabilidade da fonte citada