Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

newspaper

news

O arquiteto e crítico norte-americano Robert Venturi faleceu ontem, 19 de setembro de 2018, em decorrência de complicações causadas pela doença de Alzheimer. Junto com Denise Scott Brown, sua esposa e também arquiteta e crítica, fundou o escritório Venturi, Scott Brown and Associates. Ambos foram responsáveis pela concepção de importantes obras da arquitetura pós-moderna, como a Casa Vanna Venturi (Filadélfia, 1962-1964), Casa Guild (Filadélfia, 1963) e do Museu de Arte de Seattle (1991).

Graduado e pós-graduado pela Universidade de Princeton, Venturi trabalhou com Louis I. Kahn e Eero Saarinen antes de receber uma bolsa para estudar na Academia Americana em Roma. Durante dois anos, estudou os edifícios de Michelangelo, Bernini e de Antoni Gaudí, na Espanha.

No campo acadêmico, o arquiteto publicou obras como Aprendendo com Las Vegas (1972, também em parceria com Scott Brown) e Complexidade e contradição em arquitetura (1966). Este último, patrocinado pelo Museu de Arte Moderna de Nova York e pela Graham Foundation, tornou-se uma das mais importantes publicações da teoria da arquitetura ao criticar o unitarismo da arquitetura moderna racionalista.

Venturi deixa a esposa e sócia Denise Scott Brown e seu filho, James Venturi.

<br />Creative Commons  [Wikimedia]


Creative Commons [Wikimedia]

Morre Robert Venturi, vencedor do Prêmio Pritzker de 1991

source

share


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided