Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

newspaper

news

Desenvolvido no escritório Piratininga Arquitetos Associados, o projeto de restauro e modernização da Biblioteca propõe uma adequação ao novo momento histórico

Desenvolvido no escritório Piratininga Arquitetos Associados tem a autoria de José Armênio de Brito Cruz e Renata Semin e equipe de desenvolvimento coordenada por Cinthia Verçosa.

Além da recuperação da fachada, revestimentos e mobiliário interno,o projeto apresenta ainda uma intervenção externa, que não existia no projeto inicial, de 1942 e hoje tombado pelo patrimônio histórico.

Aprovada pelo Conpresp e pelo Condephat, uma passarela em vidro foi construída e fará a conexão entre o Grande Hall, com entrada pela Rua da Consolação,  e a Biblioteca Circulante, na Av. São Luiz.

A criação desta passagem externa evita que o freqüentador da Biblioteca Circulante acesse sem necessidade o precioso acervo da BMA, interferindo nas condições necessárias do ar para a sua perfeita conservação, além de caracterizar-se como elemento paisagístico integrado à praça, atuando como proteção ao edifício, sem prejudicar seu caráter público.

O fechamento em vidro também cria condições de conforto térmico e acústico para os usuários da Biblioteca Circulante, que tem capacidade para cerca de 60 mil volumes.

A Biblioteca Mário de Andrade (BMA), fundada em 1926 a partir do acervo da Câmara Municipal de São Paulo, localizava-se nesta época na Rua 7 de Abril. A transferência para a Rua da Consolação, 94, deu-se quinze anos mais tarde, para o atual edifício, projetado para sediar a Biblioteca Municipal e recebeu o nome do escritor Mário de Andrade em 1960.Detentora da segunda coleção documental mais importante do País, uma das mais tradicionais instituições culturais da cidade de São Paulo, ao completar 80 anos de existência, vive um processo de revitalização institucional com um projeto de restauro e modernização de seu edifício e com a aquisição de um novo prédio, cedido pelo governo do Estado de São Paulo, para a guarda de sua coleção de periódicos.

Seu acervo foi, ao longo do tempo, enriquecido com acréscimos importantes: em 1936 adquiriu a coleção de Felix Pacheco, apontada na época como a maior coleção privada de obras raras e de Brasiliana do país; em 1937 recebeu em doação grande quantidade de manuscristos e de obras antigas pertencentes a Batista Pereira; em 1939, o acervo da Biblioteca Pública do Estado, com cerca de 70 mil volumes, foi incorporado à sua coleção; posteriormente, receberia doação de livros, periódicos, manuscritos, mapas e obras de arte que pertenceram a Paulo Prado, Sérgio Milliet, Carvalho Franco, Pirajá de Souza, Maynard de Araújo, Otto Maria Carpeaux, Paulo Duarte, entre tantas outras personalidades.

Conforme levantamento efetuado em 2002, seu acervo é composto por mais de 3,3 milhões de itens documentais.

Biblioteca Mario de Andrade

Biblioteca Mario de Andrade

Biblioteca Mario de Andrade

Biblioteca Mario de Andrade

Restauro e Modernização da Biblioteca Mário de Andrade

source
Flavia Fusco
São Paulo SP Brasil

share


© 2000–2017 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided