Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

bookshelf

Aberto

new

Aberto

Fiteiro Cultural

Fabiana de Barros

Edições Sesc, São Paulo, SP; 2ª edição, 2017
Edição bilingue português-inglês. Título em inglês "Open".

edition: português
367 p
19 x 25 x 3 cm
1200 g
illustrated
fullcolor
photos
ISBN 978-85-9498-021-7

Aberto

about the book

A obra registra, reinterpreta, atualiza, analisa e exibe a memória visual da estrutura e do impacto causado pelo projeto criado por Barros em 1998 em João Pessoa (PB), durante um intercâmbio artístico entre Suíça, Brasil e França.

Inspirado nos quiosques de comércio popular de João Pessoa – chamados de fiteiros pela população local -, o Fiteiro Cultural foi reconfigurando sua vocação conforme era utilizado pela artista. O que originalmente havia sido pensado para ser um espaço individual de ateliê e leitura durante sua residência artística, aos poucos se tornou uma obra aberta à participação, ocupação e interação: tanto de artistas quanto do público, com o intuito de ser um espaço ideal, capaz de se transformar em ateliê, palco, espaço de exposições ou local propício para descanso, leitura e reflexão.

Um ano após a experiência na Paraíba, Fabiana de Barros foi convidada pela artista grega Maria Papadimitriou a levar o Fiteiro Cultural para a periferia de Atenas, na Grécia, onde ela realizava um projeto com a população de ciganos. Desde então, o projeto percorreu cidades na Alemanha, Armênia, Cuba, Estados Unidos, França, Itália, Palestina, Portugal e Suíça, assumindo sua postura intervenção artística coletiva.

 “O Fiteiro Cultural é uma obra em constante mutação, não há começo nem fim, não há evolução, não há forma ideal. A descoberta do outro faz parte dela. É o que eu entendi como ‘escultura social’. O Fiteiro é um ‘não lugar’ que, para poder existir, conta com a comunidade do local onde está instalado. Cada vez que é construído, ele me coloca como espectadora da minha própria obra”. Fabiana de Barros.

Na introdução à 2ª edição, publicada 12 anos após a primeira, a artista explica que as inúmeras transformações sociais, políticas, econômicas, culturais e tecnológicas ocorridas no mundo vêm tornando cada vez mais escassos os espaços para projetos dessa natureza. Assim impossibilitado de continuar ocupando espaços públicos, o Fiteiro Cultural atualmente está presente como obra tridimensional no espaço virtual Second Life. “Ali ele é transformado em uma ilha por onde circulam milhares de pessoas todos os dias e na qual é possível vislumbrar a utopia de um mundo interativo e sem fronteiras”, afirma Fabiana.

Em edição bilíngue (português/inglês), o livro apresenta um mapa da instalação dos Fiteiros Culturais ao longo dos 18 anos de existência no projeto. Cada país contemplado conta com seu próprio capítulo, ricamente ilustrado com fotos, desenhos e imagens. Os diversos textos descritivos e reflexivos são assinados por 25 autores que participaram diretamente ou se encantaram com a obra sobre a qual discorrem, e há ainda uma entrevista com Fabiana de Barros realizada pelo jornalista e editor Alcino Leite Neto.

 

about the author

Fabiana de Barros
Fabiana de Barros formou-se em artes plásticas na Fundação Armando Alvares Penteado em São Paulo (FAAP), em 1983. Entre 1988 e 1991, fez pós-graduação em multimídia na École Supérieure d’Art Visuel de Genebra, Suíça.

how to quote

DE BARROS, Fabiana. Aberto. Fiteiro Cultural. 2ª edição, São Paulo, SP, Edições Sesc, 2017.

comments

Aberto

outros livros

share

magazines

newspaper


© 2000–2017 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided