Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

architectourism ISSN 1982-9930

arquiteturismo

Avenida Paulista, buraco de exaustão das vias enterradas
Foto Michel Gorski

abstracts

português
O fechamento do cine Belas Artes é simbólico da ausência de clareza, por parte do poder público, de fazer a negociação entre os interesses divergentes entre o público e o privado.


how to quote

GORSKI, Michel. Cine Belas Artes. Oportunidade perdida para se discutir a cidade? Arquiteturismo, São Paulo, ano 04, n. 047-048.06, Vitruvius, fev. 2011 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquiteturismo/04.047-048/3772>.


O caso do cine Belas Artes, prestes a finalizar suas atividades, exprime bem a falta de atitude da cidade e Prefeitura, que poderia ser exemplar. No mínimo, faltou diálogo.

O desenvolvimento urbano e a ampliação da infraestrutura deixaram o imóvel que abriga o conjunto de cinemas em uma posição estratégica. Hoje, a proximidade de duas estações de duas linhas diferentes de metrô e sua localização praticamente na esquina da rua da Consolação com a Avenida Paulista – uma das principais esquinas da cidade – confere ao imóvel um valor imobiliário significativo. Considerando que se trata de imóvel comercial, é de se esperar que seja alugado por seu valor de mercado. O tombamento, obviamente, não é um expediente adequado para manter a atual atividade em funcionamento, uma vez que esta é uma modalidade de uma intervenção voltada para imóveis de qualidades histórica e arquitetônica consagradas, não para garantir determinado uso.

Como o cinema só opera à noite e nos finais de semana, o local fica abandonado durante o dia, junto com a passagem subterrânea sob a Rua da Consolação, também subutilizada. A utilização do térreo com uma atividade mais compatível com a intensa vida urbana do local, seria uma saída não só adequada, mas fundamental para a manutenção do imóvel com programação artística. Quem sabe, a instalação de uma galeria no térreo, diretamente aberta para a calçada pública, o que não seria complicado, uma vez que as salas de cinema estão no subsolo e nos pisos superiores. Medidas como esta, totalmente compatíveis com o que já ocorre ao longo de toda a avenida Paulista, confeririam vida constante ao ambiente, tanto de dia, como de noite.

Não caberia à Prefeitura agir como intermediária, com uma espécie de câmara de conciliação urbana, que propõe soluções e promove incentivos às atividades de interesse público? E, do ponto de vista urbanístico, seria viável e até indicado um redesenho desta esquina, envolvendo o prédio do cine Belas Artes, a passagem subterrânea e principalmente o espaço da Avenida Paulista, onde a existência de dois enormes buracos de exaustão dos gases expelidos pelos automóveis nas pistas enterradas ampliam a confusão urbana, permitindo a ampliação da poluição visual, ambiental e sonora. Que tal um concurso público de urbanismo para a concepção de uma belíssima e envolvente praça?!

nota

NE
Sobre o fechamento do cine Belas Artes, ver no portal Vitruvius:

sobre o autor

Michel Gorski, arquiteto e urbanista, editor de Arquiteturismo, é fã de cinema de rua e frequenta o cine Belas Artes desde quando ele se chamava Cine Trianon.

comments

047.06 Editorial
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

047-048

047.01 Arquiteturismo em questão

Os trabalhadores do mar reloaded

Adson Cristiano Bozzi Ramatis Lima

047.02 Viagem de estudo

Jovem cidade, grandes planos

Taiana Car Vidotto

047.03 Arquiteturismo em questão

Serra Gaúcha: por um aprendiz de arquitetura

Sérgio Antonio dos Santos Jr

047.04 Ensaio fotográfico

Imagens de Cuba

Silvio Zamboni

047.05 Ministério do Arquiteturismo

Ministério do Arquiteturismo adverte...

Michel Gorski

newspaper


© 2000–2017 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided