Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Existe uma crescente desconfiança sobre eficácia dos novos diques móveis no processo de degradação e afundamento da cidade de Veneza

english
There is a growing suspicion about the efficacy of new movable dams in the process of degradation and sinking of Venice

español
Existe una creciente desconfianza sobre la eficacia de los nuevos diques móviles en el proceso de degradación y hundimiento de la ciudad de Venecia

how to quote

GUERRA, Abilio. Morte em Veneza: o plano de salvamento vai funcionar? Desconfiança sobre eficácia dos novos diques móveis. Drops, São Paulo, ano 05, n. 010.05, Vitruvius, fev. 2005 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/05.010/1642>.


Com a construção de um custoso projeto de proteção das marés no entorno de Veneza (3,5 bilhões de euros), os opositores argumentam que as obras de engenharia poderão acelerar o declínio da cidade. Eles estão incentivando uma aproximação mais sutil para salvaguardar a arte e a arquitetura de Veneza.

O Projeto Moses, proposto pelo governo italiano, é baseado em 78 diques móveis instalados dentro d’água – 300 toneladas cada – posicionadas no Mar Adriático. Eles podem ser mecanicamente movimentados em relação à superfície do mar, conforme a força da maré. Mas os críticos afirmam que as barreiras não têm a capacidade de conter o processo de deterioração permanente da cidade – o resultado das forças mais sutis na laguna moribunda necessita de soluções menos glamourosas e mais eficazes.

Veneza afundou dentro da laguna algo em torno de 23 cm nos últimos 100 anos [Cf. “Venice launches anti-flood project”. BBC News World Edition]. O processo lento e constante de afundamento da terra e subida do nível da água deixou partes de paredes de edifícios irremediavelmente dentro d’água. O aumento de salinidade da água dos canais tem abalado as fundações da cidade. A morte da vida vegetal dentro do leito da laguna contamina a água corrente, vazando para dentro da cidade sempre que acontece uma tempestade marítima. Por fim, os ecologistas afirmam: “a proteção anticorrosão dos diques liberarão na laguna mais de 10 toneladas de zinco tóxico por ano” [DRAKE. Cathryn. ”Venice's 'Moses' Dam: Salvation or Curse?Metropolis Mag].

“Não gosto nem de pensar o que pode acontecer com Veneza em 100 anos. É algo arrasador, e triste. Talvez esteja fechada como um lago. Talvez esteja abaixo d’água e os turistas possam vê-la pelo casco envidraçado dos botes...”, diz Jane da Mosto, moradora de Veneza (1).

notas

1
[Apud ROSENTHAL, Elisabeth. “The debate in Venice: nature or nurture”. In International Herald Tribune, 4 fev. 2005].

Abilio Guerra, São Paulo SP Brasil [Baseado em Riba World Issue 355]

Defesa das marés. A cadeia de diques flutuantes será construído em três canais de norte a sul do Lido – a longa e estreita ilha que separa a Laguna de Veneza do mar. Uma quarta barreira será construída junto a Chioggia, a última cidade no na parte extrema [Departamento de Água de Veneza]

Sistema geral de intervenção para savalguardar Veneza e a laguna [Departamento de Água de Veneza]

 

comments

newspaper


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided