Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Yuko Hasegawa, texto curatorial da exposição “Sejima + Nishizawa / SANAA: flexibilidade, transparência, amplitude”, em cartaz no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, de 14 de agosto a 28 de setembro de 2008

english
Yuko Hasegawa, curator of the exhibition text "Sejima + Nishizawa / SANAA: flexibility, transparency, scale" at Instituto Tomie Ohtake, Sao Paulo, from August 14th to September 28th, 2008

español
Yuko Hasegawa, texto de la exposición “Sejima + Nishizawa / SANAA: flexibilidad, transparencia, amplitud”, del Instituto Tomie Ohtake, en San Pablo, desde el 14 de agosto al 28 de septiembre de 2008

how to quote

HASEGAWA, Yuko. Sejima + Nishizawa / SANAA. Flexibilidade, transparência, amplitude. Drops, São Paulo, ano 09, n. 024.04, Vitruvius, set. 2008 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/09.024/1767>.


Fundado em 1995 pelos arquitetos japoneses Kazuyo Sejima e Ryue Nishizawa, o escritório SANAA traz à cena um novo estilo de arquitetura. Ao invés de concentrarem-se na forma e no design , a dupla inicia o seu processo com uma pesquisa cuidadosa da comunidade local, do entorno ambiental e das necessidades do cliente; realizam estudos minuciosos com a intenção de produzir significados para os seus projetos. Por exemplo, seus projetos de residências particulares não têm necessariamente o padrão daqueles voltados para famílias convencionais; possuem programas abertos, com flexibilidade para várias situações reais.

Materiais leves, translúcidos ou transparentes, como o vidro, são utilizados com freqüência. Ao promover a interligação dos espaços através desses materiais, suas edificações libertam os visitantes dos roteiros, da experiência de espaços projetados com perspectivas pré-programadas. Conceitos como esse vêm fazendo com que o SANAA tenha um impacto considerável entre os jovens arquitetos.

O processo do SANAA preocupa-se em garantir a manutenção de estilos de vida individuais, ao mesmo tempo em que seus espaços constroem um campo de consciência coletiva. O trabalho conjunto, muito próximo e inteligente de Sejima e Nishizawa, também pode ser percebido como um processo de troca de pontos de vista e ativação de idéias por parte de dois profissionais pertencentes a gerações diversas.

Seu método de trabalho implica em distribuir os elementos do programa arquitetônico em uma planta baixa para depois dar forma às elevações sobre ela. Entretanto, em tempos mais recentes, pode-se vislumbrar nas curvas, formas livres e partidos aparentemente aleatórios, o processo pelo qual os arquitetos se distanciam de preceitos rígidos e se concedem maior liberdade criativa. Mais e mais seus trabalhos são movidos pelo desejo de estabelecer relações flexíveis com o entorno e com a topografia local, promovendo a interação fluida dos espaços exteriores e interiores.

A partir do sucesso do Museu do Século XXI, de Kanazawa, Japão, em 2004, o SANAA atingiu uma linguagem arquitetônica própria. A composição do New Museum, de Nova Iorque, em 2007 – uma pilha de caixas de dimensões diferentes, deslocadas aleatoriamente em relação a um eixo – reforça a leveza simples da estrutura. Além disso, por todo o edifício encontram-se dispositivos sutis cuja função é acrescentar variedade à iluminação interior e ao caráter espacial em contraste ao limitado cenário urbano do bairro em que está localizado.

O projeto para a unidade do Museu do Louvre, em Lens (2010), que consiste em volumes longos e estreitos, conectados entre si formando um conjunto ligeiramente curvo, também teve origem no conceito de criar um conjunto que se adaptasse com desenvoltura e fluidez à topografia local. Para tanto, o SANAA desenvolveu os elementos básicos que atendessem às condições específicas do projeto. Saliente-se, contudo, o particular interesse das provocantes relações estabelecidas entre os espaços interior e exterior, ou mesmo entre os vários espaços interiores, sempre com a finalidade de garantir que o visitante seja investido do papel de verdadeiro protagonista do edifício. O SANAA pratica de forma radical uma estética pautada na “construção de relacionamentos”.

Nesta exposição, a maior parte das obras do SANAA será apresentada sob a forma de 12 maquetes e 20 desenhos. Cabe ressaltar que cada maquete não se limita a ser um modelo arquitetônico, mas uma escultura conceitual.

O SANAA projetou a instalação como se fosse a cenografia de uma nova mostra. Um dos pontos altos desta exposição no Instituto Tomie Ohtake é a maquete produzida em escala 1/20 para o Centro de Aprendizado da Rolex, e que será instalada no átrio.

notas

1
Texto curatorial da Exposição “Sejima + Nishizawa / SANAA: flexibilidade, transparência, amplitude”. Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, 14 de agosto a 28 de setembro de 2008.

sobre o autor

Yuko Hasegawa, foi diretora artística do 21st Century Museum of Contemporary Art, em Kanazawa, professora de história da arte na Tokyo National University of Fine Arts and Music e e organizou diversas exposições pioneiras. Foi curadora da 7ª Bienail Internacional de Istambul.

Yuko Hasegawa, Tóquio Japão

Sanaa, Escola Polítécnica Federal de Lausanne

Sanaa, Museu de Kanazawa, Japão

 

comments

024.04
abstracts
how to quote

languages

original: português

outros: english

share

024

024.01

Metodologias integradas

O croqui e a materialização da idéia

Elaine Cavalcante Gomes, Giovanna Ortiz de Oliveira and Regina Lemgruber Julianele

024.02

XXIII Congresso UIA

Algumas notas sobre o evento Turim 2008

Haifa Yazigi Sabbag

024.03

Athos Bulcão

Maria Elisa Costa

024.05

O cassino e o incubo branco

Sobre o projeto de Niemeyer para a Pampulha

Roberto R. Andrés

024.06

Todos somos responsáveis pelos governos

Antônio Agenor Barbosa and Gisela Verri de Santana

024.07

VI Bienal Ibero-americana de arquitetura e urbanismo

Antonio Toca Fernández

024.08

Biblioteca Prestes Maia

Tempos urbanos diversos

Ana Luiza Martins

024.09

Joaquim Guedes

Quando cessa o pensamento

Miguel Pereira

newspaper


© 2000–2017 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided