Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
O projeto de restauro do Edifício Sede do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento SP encontra-se agora num estagio avançado no processo de aprovação pelos órgãos de defesa do patrimônio histórico

how to quote

SCHIMIDT, Rafael. Escoramento da marquise do IAB/SP. Drops, São Paulo, ano 10, n. 030.09, Vitruvius, fev. 2010 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/10.030/2110>.



O projeto de restauro do Edifício Sede do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento São Paulo encontra-se agora num estagio avançado no processo de aprovação pelos órgãos de defesa do patrimônio histórico (protocolo 2009 – 0287496-5). Esse trabalho foi retomado na gestão do arquiteto Joaquim Guedes quando foi criado um grupo gestor para desenvolvimento de todo o processo, sob a responsabilidade da atual presidente Rosana Ferrari.

Desde a construção (entre 1949 e 51) vários espaços do edifício passaram por alterações de uso, reformas e recentemente, duas ações de caráter emergencial: em 2008, quando foi realizada a impermeabilização de toda a laje da cobertura, e no momento atual, com o escoramento da marquise para uma investigação estrutural.

A marquise em balanço sobre o térreo do edifício (localizado na esquina das ruas Bento Freitas e General Jardim) há tempos preocupa os arquitetos que frequentam o local. Essa preocupação é decorrente de algumas patologias da construção geradas pelo passar do tempo, como por exemplo, as situações que levaram à retirada das pastilhas amarelas de vidrotil da fachada.

Similar é o caso da instalação (de caráter emergencial) das escoras sob a marquise, devido a uma suspeita de enfraquecimento na sua integridade estrutural. Ela vem demonstrando um processo de degradação gerado por infiltrações d’água na superfície superior, decorrentes da situação do sistema de impermeabilização.

Considerando-se o caráter evolutivo desse quadro patológico, será realizada uma inspeção criteriosa na marquise, mediante aberturas de prospecção no piso e forro, para investigação das peças estruturais, visando uma avaliação das suas condições reais.

A instalação das escoras e tapume foi feita pela construtora Pires & Giovanetti, com o projeto de montagem das escoras elaborado pela empresa Metax. O projeto do tapume ficou a cargo do IAB/SP, que convidou a estudante de arquitetura Nadezhda Rocha e as arquitetas Julia Masagão e Isabel Abascal para desenvolverem uma proposta gráfica para a pintura do lado externo.

A intervenção no tapume foi realizada durante o ultimo final de semana com a colaboração de vários voluntários arquitetos, estudantes e amigos (obrigado a todos). Além do apoio moral de alguns frequentadores e moradores da Vila Buarque, como o depoimento manuscrito de Antonio D. S. entregue ao Coletivo Mirabolante: “Embora não conheça vocês, ao vê-los de minha janela hoje à tarde, não pude conter meu sorriso de satisfação. [...] Ver vocês tão jovens, numa tarde de sábado, fazendo eu não sei o que, mas criando algo, dando visibilidade social ao nos convidarmos a observar vocês e a obra construída. [...] sou educador e acredito numa educação de qualidade (para todos) como essa que vocês estão demonstrando”.

sobre o autor

Arquiteto Coordenador do Projeto de Restauro, Conselheiro Fiscal da Diretoria do IAB/SP e Mestre em Projeto de Arquitetura pela FAU/USP.

Rafael Schimidt, São Paulo SP Brasil

 

comments

newspaper


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided