Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Um antigo cartão postal da fábrica de chapéus Dante Ramenzoni descoberto por Martin Jayo guarda a memória industrial do Cambuci, tradicional bairro paulistano.

how to quote

JAYO, Martin. Fabrica de chapeos. A transformação da paisagem urbana em São Paulo. Drops, São Paulo, ano 16, n. 104.03, Vitruvius, maio 2016 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/16.104/6008>.



Pode não parecer, mas o desenho é da esquina das ruas Lavapés e Scuvero, no Cambuci. Para não me deixar mentir, no fundo à esquerda está a igreja Nossa Senhora da Glória.

Essa construção gigantesca é a “Fabrica de Chapeos Dante Ramenzoni & Cia”. Fundada em 1894, ela funcionou neste lugar até encerrar as atividades, em meados da década de 1970. No processo de falência, o terreno de 18 mil metros quadrados acabou virando propriedade do governo do Estado de São Paulo, que implodiu a fábrica em 1988 para construir uma subestação da Eletropaulo.

Hoje, o local está como na foto na galeria de imagens. Reparem como a igreja não mudou nadinha. E também vale a pena ler a matéria sobre a implosão da fábrica, no Jornal do Brasil de 25 de julho de 1988 (veja o jornal).

nota

Artigo originalmente publicado no blog Quando a cidade era mais gentil, 04 maio 2016 <https://quandoacidade.wordpress.com/2016/05/04/fabrica-de-chapeos>.

sobre o autor

Martin Jayo é professor da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. Doutor em Administração de Empresas pela FGV-SP e mestre em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

 

comments

newspaper


© 2000–2017 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided