Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Texto de Lucia Costa homenageia Rosa Kliass, que recebeu no dia 09 de junho de 2016 o título de Cidadã Paulistana da Câmara Municipal de São Paulo, iniciativa do vereador Police Neto.

how to quote

COSTA, Lucia Maria Sá Antunes. Rosa Kliass, nova Cidadã Paulistana. Drops, São Paulo, ano 16, n. 105.06, Vitruvius, jun. 2016 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/16.105/6069>.



Boa noite a todos.

Sinto-me muito honrada em estar aqui participando desta homenagem tão importante para a cidade de São Paulo, para Rosa Kliass, para todos nós.

A partir da minha visão de carioca, eu vejo que a cidade de São Paulo e Rosa Kliass estabeleceram, ao longo de todos estes anos, uma relação de desafios e de cumplicidades.

São Paulo apresentando seus desafios à Rosa. Ela, destemida, encontrando meios criativos de enfrentá-los e transformá-los em oportunidades. Foram muitos, e tanto a cidade quanto Rosa cresceram com eles. Vou destacar apenas alguns.

O primeiro destes desafios foi para a menina que, chegando de São Roque com 11 anos, tinha que ir sozinha para o colégio, pegando o bonde do bairro de Santana até o Largo de São Bento, e de lá indo à pé até o Ginásio do Estado. Para a menina, esse desafio era uma oportunidade de desvelar a cidade e seus segredos a partir das janelas do bonde, das vitrines das lojas... assim como de construir amizades importantes para o enfrentamento desse novo mundo, amizades essas que Rosa vai manter ao longo de sua vida.

Mais tarde São Paulo apresenta à Rosa outro desafio: o curso de arquitetura na FAU USP, onde ela vai construir sua formação profissional e conhecer seu futuro marido, o arquiteto Valódia Kliass. Desafio transformado numa profissão e numa família.

O próximo desafio é o de exercer a sua profissão e ao mesmo tempo acompanhar a família e o crescimento de seus dois filhos, Paulo e Sonia, numa cidade como São Paulo. Qual escola? E o escritório? E o cliente? Questões femininas contemporâneas, poderíamos pensar. Mas o pioneirismo aqui é indiscutível, uma vez que Rosa Kliass foi uma das primeiras mulheres – senão a primeira - no Brasil a estabelecer seu próprio escritório de arquitetura paisagística, isso sem abrir mão de estar sempre muito presente no cotidiano da família.

E São Paulo começa então a lhe apresentar os desafios relacionados à compreensão de sua estrutura e de sua paisagem.

Rosa inicia assim um percurso extraordinário, se debruçando sobre entendimento e planejamento dos espaços públicos da cidade de São Paulo, seus parques, praças e avenidas, sua vegetação urbana. Sua atuação profissional foi pioneira em destacar a importância do planejamento paisagístico no planejamento da cidade, chamando o poder público ao compromisso com uma melhor qualidade do ambiente urbano.

Projetou espaços notáveis que se transformaram em cartões postais da cidade, tais como o Vale do Anhangabaú, Avenida Paulista, o Parque da Juventude. São paisagens cultas, eruditas, sofisticadas, que passam a ter um papel importante na construção do orgulho cívico da cidade de São Paulo.

Com a paixão que coloca em tudo que faz, e com seu dom de agregar pessoas e atividades, organiza a profissão de arquitetura paisagista através da ABAP, provoca novas interdisciplinaridades, coloca São Paulo no mapa internacional de arquitetura paisagística iniciando um fluxo de trocas entre profissionais de São Paulo e de vários países em viagens de estudos, cursos de aperfeiçoamento, publicações, congressos e tantas outras atividades.

Assim, ao receber os desafios que a cidade de São Paulo vem lhe apresentando ao longo dos anos, Rosa Kliass – a paisagista rebelde, como bem colocou uma jornalista argentina – demonstra o quanto a arquitetura paisagística é uma das chaves mais importantes para o enfrentamento das questões urbanas contemporâneas. Rosa sem dúvida contribuiu para transformar São Paulo em um lugar muito melhor do que quando ela aqui chegou.

Hoje São Paulo reconhece e se curva à esta contribuição, agraciando Rosa Kliass com o honroso título de cidadã paulistana.

Parabéns, São Paulo! Muito obrigada, Rosa!

notas

NE1 –  Texto lido durante a cerimônia ocorrida no dia 09 de junho de 2016, que outorgou o título de Cidadã Paulistana à arquiteta Rosa Kliass. Também se pronunciaram na ocasião Gilberto Belleza (presidente do CAU/SP), Nina Albu Vaisman (presidente da ABAP – Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas), Juca de Oliveira (ator e conterrâneo da arquiteta), Paulo Pellegrino (professor da FAU USP), Julio Moreno (jornalista do CAU/BR), Rafael Birman (empresário), Paulo Kliass (filho da homenageada), e José Police Neto (vereador e autor da iniciativa)

NE2 – Rosa Kliass no portal Vitruvius:

BARBOSA, Antônio Agenor; PATERMAN, Rachel; RODRIGUEZ, Stella. Entrevista com a arquiteta paisagista Rosa Kliass. Entrevista, São Paulo, ano 16, n. 063.04, Vitruvius, ago. 2015 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/entrevista/16.063/5585>.

CALLIARI, Mauro. O Parque da Juventude. O poder da ressignificação. Projetos, São Paulo, ano 14, n. 162.03, Vitruvius, jul. 2014 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/14.162/5213>.

GUERRA, Abilio. Rosa Kliass, a criadora de paisagens. Arquiteturismo, São Paulo, ano 06, n. 069.06, Vitruvius, nov. 2012 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquiteturismo/06.069/4588>.

KATHOUNI, Saide. Sobre um outro ícone da paisagem paulistana, a Avenida Paulista. Minha Cidade, São Paulo, ano 08, n. 092.03, Vitruvius, mar. 2008 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/08.092/1899>.

KLIASS, Rosa Grena. O lugar bonito. Arquiteturismo, São Paulo, ano 01, n. 001.02, Vitruvius, mar. 2007 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquiteturismo/01.001/1303>.

sobre a autora

Lucia Maria Sá Antunes Costa é arquiteta (Universidade Santa Úrsula, 1980) e doutora em Paisagismo (University College London, 1992). Atualmente é Professora Titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro e coordenadora do Mestrado Profissional em Arquitetura Paisagística do Prourb FAU UFRJ.

 

comments

105.06 homenagem
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

105

105.01 patrimônio em risco

Carta aberta pública a Michel Temer, Presidente da República Interino

Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural

105.02 homenagem

Muhammad Ali

Quando o impossível é apenas o hipotético e o temporário

Nabil Bonduki

105.03 patrimônio em risco

Manifesto em defesa do Iphan

Convocatória para abaixo-assinado

Silvana Rubino, Silvio Oksman, Sabrina Fontenele, Deborah Neves and Eduardo Costa

105.04 homenagem

Tunga, 1952-2016

Paulo Miyada

105.05 patrimônio em risco

Nota sobre Iphan e MinC

Secretaria Especial do MinC preocupa arquitetos brasileiros

Instituto de Arquitetos do Brasil IAB-DN

105.07 homenagem

Carlos Leão: arquitetura

Um sonho de Jorge Czajkowski que se cumpre

Abilio Guerra

105.08 patrimônio

Quaiscalingudum

Iconografia do Trem das Onze de Adoniran Barbosa

Martin Jayo

105.09 homenagem

O livro sobre o arquiteto Carlos Leão

Pedro da Luz Moreira

newspaper


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided