Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Seminário reúne professoras do PPGAU UFPA e professor da Universidade do Texas a fim de contribuir para o estudo da arquitetura produzida na Amazônia no contexto latino-americano.

english
Seminario reúne a profesoras del PPGAU UFPA y profesor de la Universidad de Texas con el fin de contribuir al estudio de la arquitectura producida en la Amazonia en el contexto latinoamericano.

español
Seminar brings together professors from the UFPA PPGAU and professor at the University of Texas in order to contribute to the study of the architecture produced in the Amazon in the Latin American context.

how to quote

MIRANDA, Cybelle Salvador; CHAVES, Celma; PERDIGÃO, Ana Kláudia de Almeida Viana . Seminário Arquitetura na Amazônia. Construindo processos e desconstruindo mitos. Drops, São Paulo, ano 17, n. 117.02, Vitruvius, jun. 2017 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/17.117/6563>.



Nos dias 15 e 16 de maio de 2017 foi realizado na Universidade Federal do Pará – UFPA o seminário “Arquitetura na Amazônia: construindo processos e desconstruindo mitos”, organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo – PPGAU e tendo à frente os Laboratórios de Historiografia da Arquitetura e Cultura Arquitetônica – LAHCA, coordenado pela professora Celma Chaves Pont Vidal; Memória e Patrimônio Cultural – Lamemo, sob coordenação da professora Cybelle Salvador Miranda, e pelo Laboratório Espaço e Desenvolvimento Humano – LEDH, coordenado pela professora Ana Klaudia Perdigão.

Apontando para a internacionalização do PPGAU, o evento contou com a participação professora Fernando Luiz Lara, professor licenciado da Universidade do Texas e titular na Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Este seminário parte do esforço de consolidação do Grupo História, memória e projeto de Arquitetura no Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo – PPGAU/UFPA, iniciado com um outro projeto institucional, o PROCAD 2012-2015.

Acredita-se que, ao longo do tempo, o pensamento sobre a região, tendo por representação emblemática a Arquitetura, vem sendo construído como mitos, de uma suposta racionalidade do pensamento de matriz iluminista. Tomando por paradigma o pensamento filosófico contemporâneo, baseado nos pós (pós-história, pós-ideologia, pós-colonialismo), faz-se necessária uma discussão crítica acerca da cultura arquitetônica segundo a problemática, expressa em três vertentes:

o mito da Belle Époque, que interfere, pela percepção saudosista de uma Belém mítica, no tratamento dado ao chamado patrimônio edificado da cidade: construído sobre uma aura do ‘passado látex’, de cunho evasionista, acentua os modelos de matriz europeia, francesa, como ideais e mitos inalcançáveis na Belém do já teve. Cria-se um mito a partir do qual a cidade se movimenta ciclicamente, buscando retornar ao “fausto” da época da borracha;

o mito da modernização, no qual tem papel de destaque os engenheiros e na formação dos primeiros arquitetos, em que a linguagem moderna é o veículo desta ideologia, persistindo ainda hoje na produção arquitetônica da cidade como paradigma ainda não superado;

o mito da arquitetura regional, inscrito no movimento do regionalismo crítico latino-americano, apela às raízes mais ‘autênticas’ da região, busca a adequação ao contexto por meio do emprego de tipos e tipologias arquitetônicas, com ênfase em materiais tidos como expressivos da cultura local, além de um histórico processo de ocupação das áreas ribeirinhas e centrais da floresta, o legado deste pensamento interfere em novos métodos de projeto com investigações da produção do espaço na Amazônia concebida por meio de processos eruditos e não eruditos.

Portanto, a desconstrução destas estruturas de pensamento abrirá espaço para um diálogo transdisciplinar visando a consolidação de um recorte disciplinar na Arquitetura, em que estes axiomas possam ser entendidos e apropriados para uma compreensão mais ampliada da nossa produção arquitetônica e científica. As pesquisas desenvolvidas pelos laboratórios LEHD, LAMEMO e LAHCA oferecem subsídios para a discussão que tem em conta a inserção no Pará, Amazônia, no panorama da Arquitetura latino-americana, ao mesmo tempo em que consolidam uma identidade da região amazônica com pesquisas em projeto, memória e história da arquitetura na Amazônia, respectivamente.

No primeiro dia pela manhã houve a visita ao centro histórico de Belém seguindo à Estação das docas, passando pelos mercados e feiras do complexo Ver-O-Peso, Praça do Relógio até o complexo Feliz Lusitânia com a participação dos professores e alunos da graduação e pós-graduação de arquitetura da UFPA.

No período da tarde, já na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo – FAU-UFPA, foram apresentadas pesquisas realizadas por pós-graduados e pós-graduandos dos laboratórios participantes. Ao final das apresentações se realizou a abertura das exposições “Arquitetura Moderna na América Latina” do professor Fernando Lara e “Casas Exumadas” do arquiteto Jeová Barros, egresso do PPGAU.

Na terça, dia 16 de maio, Fernando Lara encerrou a participação apresentando a conferência “Pensando o espaço nas Américas”, que contou com grande participação de professores da UFPA e de outras instituições de ensino, alunos da graduação e pós-graduação de arquitetura com debates ao final sobre assuntos pertinentes à construção de um novo olhar para os arquitetos sobre o espaço nas Américas.

sobre os autores

Cybelle Salvador Miranda é professora na Universidade Federal do Pará, atuando na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e no Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, e coordena o Laboratório de Memória e Patrimônio Cultural (LAMEMO). Com Doutorado em Antropologia e Pós-doutorado em História da Arte, é coautora do livro Uma Formação em Curso: esboços da graduação em Arquitetura e Urbanismo (2015).

Celma Chaves Pont Vidal é professora na Universidade Federal do Pará, atuando na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e no Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, e coordena o Laboratório de Historiografia da Arquitetura e Cultura Arquitetônica (LAHCA). Possui Doutorado em Teoria e História da Arquitetura pela Universidad Politécnica da Cataluña (2005).

Ana Klaudia Perdigão é professora na Universidade Federal do Pará, atuando na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e no Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, e coordena o Laboratório Espaço e Desenvolvimento Humano (LEDH). Possui Doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (2005).

 

comments

117.02 evento
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

117

117.01 animação

Trajetória do cinema de animação no Brasil

Livro de Ana Flávia Marcheti traz registro histórico de um século da arte da animação no Brasil

Caio Guerra

117.03 performance

Mais uma vez, Parangolés...

Numa nova roupagem!

Vanessa Rosa Machado and Fábio Lopes de Souza Santos

117.04 percepção

Aromas

Perfumes de la arquitectura

Javier Mosquera González

newspaper


© 2000–2017 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided