Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

interview ISSN 2175-6708

abstracts

português
Na entrevista a seguir, o arquiteto italiano Giancarlo De Carlo expõe sua visão, muito rica, das interfaces entre a arquitetura, o urbanismo, a sociedade e seus valores culturais e ambientais

how to quote

PIZA, João. Giancarlo De Carlo. Entrevista, São Paulo, ano 08, n. 032.02, Vitruvius, out. 2007 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/entrevista/08.032/3292>.


Urbino, Itália

A experiência participativa de Giancarlo De Carlo
João Piza

De Carlo é certamente um dos maiores nomes da arquitetura italiana no século XX, e provavelmente o precursor da arquitetura participativa na Itália. Foi também um dos precursores na crítica ao uso abusivo da alta tecnologia.

Na entrevista a seguir, De Carlo expõe sua visão, muito rica, das interfaces entre a arquitetura, o urbanismo, a sociedade e seus valores culturais e ambientais. Um dos elementos mais marcantes de sua obra é que à excelência técnica se soma uma visão humanista profunda, que coloca a técnica a serviço do homem, antes de tudo. É neste sentido que critica o uso abusivo da alta tecnologia: pouco a pouco, limita a ação do homem e passa a mediar toda sua relação com o ambiente e a vida. Tolhe sua liberdade, promove o sedentarismo e não raramente prejudica sua saúde.

A participação, para De Carlo, é mais que um processo político: é também a construção de uma estética verdadeira, construída com a redescoberta do gosto verdadeiro das pessoas, em um processo dialógico que pouco a pouco depura os elementos estéticos impostos pela cultura de massa e traz à tona os reais valores da sociedade.

A entrevista a seguir foi realizada em 1 de agosto de 2002, em seu estúdio em Milão. Inicialmente, muitas perguntas de De Carlo sobre o Brasil: como ia a política, como ia a juventude? Havia racismo? Havia esperança? E as universidades, como andavam? Concluiu a longa série de perguntas dizendo:”Brasil e Argentina, são países riquíssimos, com tudo por se fazer. Que coisa fascinante ser jovem em um lugar como este”. Passou então à leitura das questões propostas, e preferiu fazer uma fala contínua, pontuada pelas questões, que memorizou perfeitamente.

Habitações em Urbino, Itália, Giancarlo De Carlo

comments

032.02
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

032

032.01

Roque Escamilla

Eunice Helena Sguizzardi Abascal

032.03

José Pinto Duarte

Regiane Trevisan Pupo

newspaper


© 2000–2017 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided