Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

interview ISSN 2175-6708

abstracts

how to quote

SEDREZ, Maycon. Projetando e fabricando complexidade. Entrevista com Florian Gauss. Entrevista, São Paulo, ano 17, n. 065.01, Vitruvius, jan. 2016 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/entrevista/17.065/5878>.


Museu Nacional do Qatar/National Museum of Qatar, 2012-2014. Arquiteto/Architect Jean Nouvel. Consultoria/Consulting Werner Sobek Group
Foto/Photo Werner Sobek

Atualmente os arquitetos estão projetando e construindo formas complexas usando a programação como uma ferramenta de projeto. Nessa conversa o engenheiro Florian Gauss explica o processo de programação do projeto de uma fachada com geometria fractal. Ele também dá detalhes do processo de manufatura de um projeto com formas complexas de Zaha Hadid.

Na primeira parte, Gauss fala sobre o processo de projeto usando geometria fractal. Fractais são formas complexas geradas por regras simples. Os arquitetos do Grande Museu Egípcio, Henegahn Peng, usaram um fractal clássico no desenho da fachada, o triângulo de Sierpinski. É comum arquitetos usarem fractais quando é conveniente, neste caso para criar uma relação com as pirâmides. Fractais implementados por computador têm sido aplicados na arquitetura por mais de 30 anos, mas nem sempre de uma maneira apropriada. Recentemente, o interesse dos arquitetos na geometria, matemática, projeto computacional e ornamento trouxe os fractais para as formas arquitetônicas novamente.

Pelas respostas de Gauss se observa claramente que os arquitetos precisam saber como programar. A programação se tornou na última década uma importante ferramenta para arquitetos e engenheiros. Rhino e Grasshopper (programação visual) são uma combinação de ferramentas que podem ajudar com a geração de formas, mas a programação textual é essencial para a produção de arquivos para a fabricação digital. O processo de projeto do Centro Cultural Heydar Aliyev foi parcialmente automatizado; Zaha Hadid escolheu não racionalizar a superfície. Isto gerou painéis da fachada totalmente diferentes e uma estrutura especial para suportá-los. Também demandou uma pessoa para manualmente modelar a subestrutura por seis meses. Apesar de toda automação envolvida no processo de projeto, foi mais barato contratar trabalhadores indianos para produzir cada painel. Por ainda estarmos aprendendo como produzir complexidade, essas situações tendem a se tornar menos comuns. E a educação de arquitetos e engenheiros precisa abordar esses dois aspectos, as habilidade de programação e a automação da construção, para preencher as lacunas entre o projeto e a fabricação.

comments

065.01
abstracts
how to quote

languages

original: português

outros: english

share

065

065.02

Entrevista a José María de Lapuerta

Leandro Medrano

newspaper


© 2000–2017 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided