Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

my city ISSN 1982-9922

abstracts

português
A autora expõe o polêmico caso da proposta de uma ponte que cortaria o casario da cidade oitocentista de Santa Teresa, no Espírito Santo.

english
The author exposes the controversy case of the proposal of a bridge. Such bridge would tear down the architetonical set of Santa Teresa, city of the XIX century in the state of Espírito Santo.

how to quote

LORDELLO, Eliane. O peso de uma ponte versus a leveza de uma cidade. O caso de Santa Teresa ES. Minha Cidade, São Paulo, ano 16, n. 184.02, Vitruvius, nov. 2015 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/16.184/5799>.



“No mais das vezes, minha intervenção se traduziu por uma subtração do peso; esforcei-me por retirar peso, ora às figuras humanas, ora aos corpos celestes, ora às cidades; esforcei-me sobretudo por retirar peso à estrutura da narrativa e à linguagem”.
Italo Calvino, Seis propostas para o próximo milênio: leveza

Há no interior do Espírito Santo uma pequena cidade chamada Santa Teresa. Trata-se de um município formado pela imigração italiana oitocentista, implantada em morros e vales,  com forte potencial turístico. Não vou me estender em sua descrição, porque  já tive a alegria de publicar sobre a cidade neste Vitruvius, na revista Arquiteturismo (1).

Casario na Rua Coronel Bonfim Júnior, Santa Teresa ES, junho 2015
Foto Eliane Lordello

Recentemente, essa cidade, que se destaca pela harmonia de seu conjunto arquitetônico e paisagístico, viu esse atrativo turístico ameaçado pela iniciativa municipal de construção de uma ponte. Uma ponte para cuja existência foi desapropriado um casarão do conjunto histórico arquitetônico da cidade, o casarão Bassetti. O casarão fica na Rua Coronel Bonfim Junior, conhecida como Rua de Lazer, e, como o próprio apelido já indica, consagrado local de lazer na cidade.

Rua Coronel Bonfim Junior em uma tarde de domingo. Santa Teresa ES, setembro de 2015
Foto Eliane Lordello

Diante dessa ameaça à integridade do conjunto histórico arquitetônico da cidade, a população organizou-se para defender seu patrimônio, sua memória construída. Entre protestos orais e escritos, manifestações diversas, deu-se um ato memorável: a população abraçou o casarão Bassetti e toda a quadra onde este se localiza.

. Quadra do Casarão Bassetti. Santa Teresa ES, setembro, 2015
Foto Eliane Lordello

Casarão Bassetti. Rua Coronel Bonfim Júnior, Santa Teresa ES, junho 2015
Foto Eliane Lordello

O projeto da ponte priopriamente dito, entendido como uma proposta gráfica que tipifique e exponha a intervenção pretendida, até este setembro em que escrevo não foi apresentado em momento algum, só existe no discurso municipal.

Enquanto isso, o município é notificado pela Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo, onde, desde 2013, tramita um processo de tombamento de inciativa de uma cidadã teresense. A notificação reporta o imperativo legal de que qualquer intervenção no casario em processo de tombamento seja antes aprovada pelo Conselho Estadual de Cultura do Espírito Santo, em conformidade com o que prediz a Lei Estadual 2947/74.

Igreja Matriz e Rua Coronel Bonfim Junior. Santa Teresa, ES, setembro, 2015
Foto Eliane Lordello

A iniciativa municipal pela derrubada do casarão para passagem de uma ponte nos remete às cirurgias urbanas, tão comuns no século 19, e já em desuso na atualidade. Uma atualidade, lembremos, que preza a leveza nas soluções urbanísticas. Eis o que vem demonstrando a cidade do Rio de Janeiro, que em decisão memorável demoliu o Elevado da Perimetral, revalorizando o conjunto histórico da Praça XV, do Paço Imperial, do Centro Histórico da Cidade.

Segundo prega o discurso municipal, a ponte, dita de dez metros de extensão, se concretizada, irá desafogar o trânsito na cidade. Ora, que milagre se espera dessa ponte! Todos sabemos que Santa Teresa há décadas sofre com um inclemente trânsito de caminhões que danifica seu casario, e a ponte pretendida só viria a acentuar essa situação em tudo já grave demais.

Solução mais afim com a cidade, e com a atualidade urbanística, seria tirar o trânsito de caminhões do centro da cidade, onde está situada a maior parte de seu núcleo histórico, e assim preservar os casarões e a fruição do lazer e do turismo no local. Solução esta, diga-se, já adotada em vários centros históricos ao redor do mundo.

Apropriação urbana na Rua Coronel Bonfim Junior. Santa Teresa, ES, setembro, 2015
Foto Eliane Lordello

Preservar o conjunto arquitetônico de Santa Teresa, vale dizer, é manter a ambiência urbana de uma cidade que é um testemunho da imigração europeia oitocentista no Brasil, um reconhecido polo de gastronomia, a sede de um já prestigioso festival de Jazz, e um atrativo turístico do Estado do Espírito Santo.

Casario histórico na Rua Coronel Bonfim Junior. Santa Teresa, ES, setembro, 2015
Foto Eliane Lordello

Nas Seis Propostas Para o Próximo Milênio (2), do cubano radicado na Itália Italo Calvino, destaca-se justamente como primeira proposta a de Leveza, uma das lições maiores do livro para este milênio. Seria providencial que a administração teresense seguisse a lição da obra de Italo Calvino. A cidade, seu povo e o Espírito Santo agradeceriam.

notas

1
Cf. LORDELLO, Eliane. Santa Teresa, Espírito Santo. Um convite ao passeio. Arquiteturismo, São Paulo, ano 07, n. 082.01, Vitruvius, dez. 2013 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquiteturismo/07.082/5001>.

2
CALVINO, Italo. Seis propostas para o próximo milênio: lições americanas. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

sobre a autora

Eliane Lordello é arquiteta e urbanista (UFES, 1991), Mestre em Arquitetura (UFRJ, 2003) e Doutora em Desenvolvimento Urbano na Área de Conservação Integrada (UFPE, 2008). Arquiteta da Gerência de Memória e Patrimônio da Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo.

comments

newspaper


© 2000–2017 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided