Seu navegador está desatualizado.

Para experimentar uma navegação mais interessante, recomendamos que você o atualize clicando em um dos links ao lado.
Todos são gratuitos e fáceis de instalar.

 
  • em vitruvius
    • em revistas
    • em jornal
  • \/
  •  

pesquisa

revistas

projetos  


sinopses

português
Projeto ganhador de concurso nacional, a obra construída recebeu o prêmio da APCA - Associação Paulista de Críticos de Arte, na modalidade "Obra de Arquitetura no Brasil"

english
The design won a national competition, the built work received the award from APCA - Association of Art Critics Paulista, in the category "Work of Architecture in Brazil"

como citar

PORTAL VITRUVIUS. Sede do Sebrae Nacional em Brasília DF. Projetos, São Paulo, ano 11, n. 125.03, Vitruvius, maio 2011 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/11.125/3884>.


“Patio, cielo encauzado. El patio es el declive por el cual se derrama el cielo en la casa”.
Jorge Luis Borges

O partido adotado no projeto responde a um só tempo às condicionantes urbanísticas de Brasília - incluindo as características topográficas do terreno - e ao caráter da arquitetura que se pretende para a nova sede do Sebrae Nacional. O que se propõe não é um edifício, mas um conjunto arquitetônico com: 1) ênfase na espacialidade interna, objetivando a integração dos usuários assim como da paisagem construída e natural; 2) máxima flexibilidade para a organização dos escritórios; 3) preocupação em se obter ótimo desempenho ambiental e econômico.

Sede do Sebrae Nacional, croquis da volumetria, Brasília DF, 2010. Arquitetos Alvaro Puntoni, Luciano Margotto, João Sodré e Jonathan Davies


O pátio

Todo o conjunto se desenvolve a partir de uma espacialidade interior. Desenvolvido em planta, o vazio adquire grande presença no interior do conjunto, na forma de pátio onde se localizam as atividades mais públicas. Ao redor desta praça interna, no térreo inferior encontra-se o espaço de formação e treinamento, salas multiuso, auditório, biblioteca e a cafeteria, enquanto no térreo superior estão os principais acessos do conjunto, com varandas abertas à cidade e ao lago.

A topografia e o sentido espacial: o térreo multiplicado

São dois os térreos. Optou-se por abrir um plano construído abaixo do nível da soleira, integrando-o verticalmente ao nível dos acessos, como térreos multiplicados, iluminados e ventilados pelo espaço livre que os circunscrevem, o que lhes concede expressão arquitetônica. O chão do edifício, público, é construído, portanto, distinto do terreno natural que o circunda, destinado às áreas verdes permeáveis.

Sede do Sebrae Nacional, croquis dos pavimentos em corte, Brasília DF, 2010. Arquitetos Alvaro Puntoni, Luciano Margotto, João Sodré e Jonathan Davies

A distribuição do programa

O arranjo do programa está diretamente ligado com a disposição das peças edificadas no terreno. Na base do conjunto (térreo inferior e térreo superior) encontram-se as funções coletivas, as atividades que por vezes recebem colaboradores ou público externo. Estes espaços estão organizados e articulados pela Praça de Estar, marcada ainda pela presença do auditório. As funções administrativas e o corpo diretivo estão concentrados nos pavimentos superiores. Nos pavimentos inferiores está localizada a garagem e as atividades administrativas relacionadas à serviços e manutenção predial.

Sede do Sebrae Nacional, croquis da fachada, Brasília DF, 2010. Arquitetos Alvaro Puntoni, Luciano Margotto, João Sodré e Jonathan Davies


Os escritórios: modularidade e flexibilidade

O projeto dos espaços de trabalho admite alterações de arranjos, tanto para os espaços, quanto para os componentes de instalações prediais e de infra-estrutura – piso elevado, forro e ausência de pilares no meio dos pavimentos. A área disponível para os escritórios é, realmente, livre.

Articulação, circulação e infra-estrutura

Para conectar todos os setores, criou-se uma estrutura periférica dupla - dois castelos de circulação vertical, infra-estruturas e apoios diversos - com múltiplas possibilidades de ligação: escadas, varandas e elevadores coletivos ou privativos promovam a comunicação entre os diversos espaços. A circulação incorpora no desenho do percurso cotidiano o vazio central, acentuando sua presença. Todas as redes de infra-estrutura se distribuem para o conjunto a partir de lajes com instalações (forros e pisos elevados) e dutos verticais especializados (shafts).

Sede do Sebrae Nacional, maquete, Brasília DF, 2010. Arquitetos Alvaro Puntoni, Luciano Margotto, João Sodré e Jonathan Davies
Foto Nelson Kon


Acabamento e expressão arquitetônica

A expressão arquitetônica do conjunto arquitetônico proposto está estreitamente vinculada às decisões de projeto que concorrem no sentido de proporcionar uma obra organizada e eficiente com redução estratégica das ações construtivas. As estruturas serão tratadas e permanecerão aparentes, evidenciando-se a plasticidade do aço e concreto. Os painéis metálicos quebra-sóis garantem a integridade do conjunto. Em linhas gerais o edifício contrastará a cor natural dos materiais utilizados, o branco da estrutura metálica, o azul do céu e o verde da paisagem envoltória.

Sede do Sebrae Nacional, maquete, Brasília DF, 2010. Arquitetos Alvaro Puntoni, Luciano Margotto, João Sodré e Jonathan Davies
Foto Nelson Kon


O conjunto edificado, com o térreo aberto permitirá visuais alongadas, sublinhando a possibilidade de extensão do chão público sem comprometer o gabarito que resguarda o céu de Brasília e que estará presente no grande espaço central conformado. Finalmente, a delicada curva do castelo de serviços na face norte, além de ceder parte do terreno para cidade marca a singularidade desta construção, nem pretensamente palácio nem isolada, mas superfície convergente e multiplicadora da urbe, sua história, sua vida.

ficha técnica

projeto
Sede do Sebrae Nacional em Brasília DF

cliente
Sebrae Serviço de Apoio a Micro e Pequena Empresas

concurso / projeto
2008

obra
2010

área terreno
10.000,00 m2

área construção
25.000,00 m2

arquitetura, comunicação visual, ambientação e mobiliário
Arquitetos Alvaro Puntoni, Luciano Margotto, João Sodré e Jonathan Davies

colaboradores
Amanda Spadotto, Cristina Tosta, Camila Obniski, Daniela Pochetto, Fabiana Cyon, Flavio Castro, João Carlos Yamamoto, José Paulo Gouvêa, Juliana Braga, Luis Carlos Dias e Roberta Cevada

estudantes
André Nunes, Julia Valiengo, Julia Caio, Isabel Nassif, Rafael Murolo, Rafael Neves e Raphael Souza

estrutura
Jorge Zaven Kurkdjian e Julio Fruchtengarten / Kurkdjian & Fruchtengarten Engenheiros Associados S/C Ltda.

paisagismo
Fernando Magalhães Chacel e Sidney Linhares / CAP Consultoria Ambiental Paisagística Ltda.

hidráulica / elétrica
Wang Mou Suong e Ulisses Tavano / PHE Engenharia de Projetos Hidráulicos e Elétricos Ltda.

Roberto Chendes / Situare Arquitetura e Engenharia Ltda

climatização
Eizo Kosai / Thermoplan Engenharia Térmica Ltda.

eco-eficiência
Luis Carlos Chichierchio e Juliette Haase de Azevedo / Ambiental Consultoria Ltda.

automação / segurança predial / áudio e vídeo
Roberto Luigi Bettoni, Aires Craveiro e Victor Vainer / Bettoni Automação e Segurança Ltda

transporte vertical
Moacyr Motta / EMPRO – Cómercio e Engenharia em Transporte Vertical Ltda

impermeabilização
Virginia Pezzolo / PROASSP Assessoria e Projeto Ltda

luminotécnica
Ricardo Heder

orçamento
Mauro Zaidan / Nova Engenharia Ltda.

painel artístico
Ralph Gehre

fotografia
Nelson Kon

construção
Termoeste SA Construções e Instalações

comentários

125.03 profissional
sinopses
como citar

idiomas

original: português

outros: english

fonte
Autores do projeto
São Paulo SP Brasil

compartilhe

125

125.01 concurso

Restauro e ampliação no edifício da Cepal em Santiago do Chile

Paulo Bruna

125.02 profissional

Edifício Sede do Confea – Brasília DF

125.04 institucional

Câmara Legislativa do Distrito Federal

125.05 crítica

La casa de Jean Prouvé en Nancy

Flavio Castro

125.06 crítica

A igrejinha de Oscar Niemeyer

Francisco Lauande

125.07 reforma

Escritório Guedes Nunes Oliveira Roquim Advogados Associados

jornal


© 2000–2014 Vitruvius
Todos os direitos reservados

As informações são sempre responsabilidade da fonte citada