Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245


abstracts

português
Confira o resultado do Concurso "Passagens sob o Eixão" em Brasília DF

how to quote

PORTAL VITRUVIUS. Concurso Passagens Sob o Eixão. Projetos, São Paulo, ano 12, n. 138-139.01, Vitruvius, jun. 2012 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/12.138-139/4410>.


O desenho e o estado de conservação das atuais passagens peatonais sob o Eixo Rodoviário de Brasília revelam um lugar hostil e pouco acolhedor aos pedestres. Com a alteração do traçado original pela adição de novas alças rodoviárias às vias laterais, a conexão peatonal leste-oeste, tanto das superquadras como dos setores comerciais ficaram prejudicadas, assim como a visibilidade nas passagens. Para abordar o problema, nossa estratégia estrutura-se em três pontos principais:

Recondicionamento das cabeceiras – novas e velhas entradas

Com o objetivo de resgatar a vontade original de articulação peatonal, foram desenvolvidos novos acessos generosos e universalmente acessíveis, transformando as cabeceiras em potenciais locais de encontro. O traçado em linha reta eliminou os pontos cegos e reduziu os deslocamentos. Tanto as adições quanto as adaptações propostas ao longo da extensão do túnel buscam distinguir-se do desenho original das passagens, respeitando diretrizes de conservação do patrimônio tombado.

Planta passagem. Concurso Passagens sob o Eixão. Segundo colocado
divulgação

Concentração dos novos pontos de ônibus – mobilidade urbana

A atual localização dos pontos de ônibus em ambos lados das vias laterais do eixo rodoviário induz o usuário do transporte publico a travessia arriscada no nível da pista ocasionando acidentes de transito periódicos. Para contribuir na diminuição de acidentes e aumentar o movimento pelas passagens subterrâneas, propõe-se a concentração dos pontos em uma única plataforma localizada no canteiro central de cada uma das vias laterais com acesso por meio de elevador e escada, permitindo que os trechos subterrâneos sejam melhor iluminados e ventilados. A solução contribuiria ainda na integração entre diferentes linhas e na hierarquização dos modais de transporte, concretizando uma discussão já presente na cidade.

O desenho destes novos pontos visa interferir minimamente na paisagem construída ao longo do Eixão, por meio do uso de vidro e estruturas leves de aço evidenciando a transparência e leveza da estrutura proposta. Além de propiciarem o devido abrigo aos usuários do sistema, a estrutura permite a incorporação de sinalização e demais meios de informação desejados.

Alargamentos – espaços cotidianos e excepcionais

Acreditamos que as regiões descobertas entre os túneis da passagem são lugares capazes de articular e potencializar dois diferentes tipos de usos: o cotidiano e o extraordinário. O primeiro estabelecido pela transposição leste-oeste, que conecta as quadras comerciais, e pela movimentação dos usuários do transporte público; e o segundo que acontece aos domingos com a abertura do Eixão como parque urbano, o Eixão de Lazer.

Pensados como praças equipadas, estes lugares foram desenhados para potencializar este uso excepcional da cidade, implantando nele mobiliário urbano básico de apoio - lixeiras, bebedouros, para-ciclos, bancos, postes de iluminação e uma pequena edificação passível de ser dividida e que poderia ser apropriada por diferentes atividades. Composta por um conjunto de banheiros e uma área fechada de cerca de 15m2 que poderia abrigar pequenos boxes de comércio ou serviços públicos, a nova e pequena estrutura básica, busca uma repetição nas várias passagens, modulando o passeio pelo Eixão. O projeto, portanto, implanta pequenas praças ao longo das passagens capazes de abrigar de forma flexível, aberta e gentil tanto as atividades mais ligadas ao cotidiano brasiliense quanto as acontecimentos excepcionais dos domingos.

A abordagem proposta busca compor um sistema de intervenções dispostas ao longo das asas norte e sul de Brasília. Uma vez presentes em todas as passagens, as cabeceiras, os postos e as plataformas de ônibus reforçam o caráter da intervenção e reaproximam o desenho das passagens ao seu caráter inicial, potencializando a circulação peatonal pela cidade e os espaços de lazer.

ficha técnica

Local
Brasília DF

Data
2012

Autores do projeto
Ricardo Gusmão
Carlos Eduardo Miller
Bhakta Krpa
Carlos Eduardo Collet Marino
Eduardo Pompeo Martins
Fernando Tulio Salva Rocha Franco
Guido D’elia Otero

source

comments

138.01 Concurso
abstracts
how to quote

languages

original: português

source

share

138-139

138.02 Crítica

Pavilhão Humanidade 2012

Roberto Segre

138.03 trabalho acadêmico

Trabalhos de Final de Graduação em arquitetura

Assunta Viola

138.04 praças

Tres plazas en Massanassa

138.05 design & architecture

The CUBE

138.06 galeria

Galeria Vermelho

138.07 equipamentos públicos

Academia da Saúde

newspaper


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided