Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245


abstracts

português
Confira o resultado do Concurso "Passagens sob o Eixão" em Brasília DF

how to quote

PORTAL VITRUVIUS. Concurso Passagens Sob o Eixão. Projetos, São Paulo, ano 12, n. 138-139.01, Vitruvius, jun. 2012 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/12.138-139/4410>.


O projeto e uma grande oportunidade de melhorar uma das questões importantes relativas à cidade de Brasília: a mobilidade de pedestres e ciclistas. Nosso objetivo é criar as melhores condições para estimular a utilização das passagens, valorizando a paisagem urbana do Plano Piloto de Brasília do Lucio Costa.

Segundo o estudo realizado em 2006, os motivos alegados para a não utilização delas são: I) a distância a ser percorrida para chegar à passagem; II) pressa; III) falta de segurança; IV) falta de higiene e V) desconhecimento das passagens.

Começamos a trabalhar pensando que estas são questões fundamentais a serem resolvidas pelo projeto. O projeto propõe a duplicação de acessos de pedestres aos dois lados da calçada, melhorando muito a conectividade desde o entorno da passagem. Junto com esta intervenção, seria importante trazer as paradas de ônibus o mais perto possível das passagens, para incentivar o uso delas.  

Estratégia de implantação. Concurso Passagens sob o Eixão. Terceiro colocado
divulgação

Para melhorar a segurança dos usuários das passagens, pensamos que é essencial a introdução de atividades e a melhoria da visão desde os acessos. As atividades chegarão com a introdução dos boxes-lojas de comércio e serviços e outros como skate-park, pista de jogging, área de brinquedos infantis ou academia ginástica pública. A melhora da higiene irá ligada à intervenção geral, com a troca dos revestimentos existentes.

Para evitar o desconhecimento das passagens, no projeto se propõe a criação de coberturas em cima das escadas de acesso, criando ícones ao longo do eixão que dão referência da posição delas. Sua materialidade será a mesma que aquela dos boxes e as paradas de ônibus, criando uma intervenção coerente que incorpora todos os elementos numa linguagem unificada.

Desníveis

Para a intervenção nos tramos descobertos ao longo das passagens decidimos utilizar taludes delimitados por muros de concreto para abrir plataformas horizontais a diferentes níveis. As ligações entre plataformas introduzem escadas, rampas e arquibancadas de conexão vertical. A disposição dos taludes permite a preservação da maioria das árvores existentes.

As escadas permitem conexões rápidas entre os lados do eixão e as paradas de ônibus. A acessibilidade dos espaços para pessoas com deficiência é resolvida mediante rampas com inclinação máxima de 8,3%. Também existem conexões diagonais rápidas para reduzir a distância até as paradas de ônibus.

Boxes - lojas

Pensamos que a melhor solução para a implantação dos boxes-lojas de comércio e serviços é criar um módulo adaptável a diferentes usos e condições. Assim, não seria necessária sua transformação do tipo 2 ao tipo 3.

Imagem dos boxes. Concurso Passagens sob o Eixão. Terceiro colocado
divulgação

O box é um cubo com estrutura metálica e revestimento em madeira criando uma fachada ventilada de fácil construção e bom isolamento térmico.  Este elemento pode ser construído em oficina é levado já montado para o lugar.

São propostos 4 tipos de boxes, todos com a mesma forma e tamanho: um cubo de 3,50m de lado. O revestimento de réguas de madeira veste duas fachadas opostas e a cobertura, deixando as outras duas para um tratamento diferenciado.O uso do box varia em função do acesso.

Tipo A_Abre somente por um lado. O fechamento se converte numa rampa de acesso e num pórtico. Alguns usos podem ser: venda de frutas, venda de flores, quiosque de lanche etc.

Tipo B_ Abre pelos dois lados. Os fechamentos se convertem em rampas, uma delas acessível para cadeirantes. O uso principal é de sanitário público; também se pode adaptar para posto de policiamento e depósito.

Tipo C_ Abre pelos dois lados. Ambos fechamentos se convertem em rampa e pórtico. Os possiveis usos são: guarita para vigilantes, cabines policiais, cadeiras de engraxates, depósito de materias de limpeza, fiscais de transporte. Podem ser utilizados como espaços promocionais de locação temporaria.

Tipo D_Abre pelos dois lados, sendo uma travessia acessível para todos. Os usos são: venda de jornais e revistas, quiosque de informação e exposição, biblioteca/sebo etc.

ficha técnica

Local
Brasília DF

Data
2012

Autor do projeto
Marcos André Seixas Linhares

Colaboradores
María Palencia
María Ribes
Andrés Velarde

source

comments

138.01 Concurso
abstracts
how to quote

languages

original: português

source

share

138-139

138.02 Crítica

Pavilhão Humanidade 2012

Roberto Segre

138.03 trabalho acadêmico

Trabalhos de Final de Graduação em arquitetura

Assunta Viola

138.04 praças

Tres plazas en Massanassa

138.05 design & architecture

The CUBE

138.06 galeria

Galeria Vermelho

138.07 equipamentos públicos

Academia da Saúde

newspaper


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided