Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

reviews online ISSN 2175-6694


abstracts

português
A exposição "modelo de cidade Paris Haussmann", de janeiro de 2017 em Paris, é uma investigação que revela que a forma urbana da Paris Haussmanniana pode ser considerada como um possível modelo ou inspiração para a construção da cidade contemporânea.

english
The exhibition "Paris Haussmann City Model", of January, 2017 in Paris, is an investigation that reveals that the urban form of Paris Haussmanniana can be considered as a possible model or inspiration for the construction of the contemporary city.

español
La exposición "modelo de ciudad París Haussmann", enero de 2017 París, es una investigación que revela que la forma urbana de la Paris Haussmanniana puede considerarse como un posible modelo o inspiración para la construcción de la ciudad contemporánea.

how to quote

RETTO JUNIOR, Adalberto da Silva. O projeto da cidade contemporânea. Sobre a mostra “Paris Haussmann, modèle de ville”. Resenhas Online, São Paulo, ano 17, n. 186.03, Vitruvius, jun. 2017 <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/resenhasonline/17.186/6576>.


Com curadoria de Benoît Jallon, Umberto Napolitano e Franck Boutté, a Mostra “Paris Haussmann, modèle de ville” é baseada em uma investigação que revela que a forma urbana da Paris de Haussmann pode ser considerada como um possível modelo ou inspiração para a construção da cidade contemporânea.

Projetada com fins educativos, o local da exposição começa com uma série de diagramas que reinterpretam a história (Parte1- Haussmann Modèle de Ville). Mais de 100 desenhos, planos, arquivos e novas fotografias de Cyrille Weiner, bem como, inúmeras maquetes comparativas compõem as duas outras partes intituladas: 2- Analyse Typo-Morphologique e 3- Analyse de L’Efficience.

Paris Haussmann, modèle de ville
Foto Adalberto da Silva Retto Júnior

A mostra classifica, compara e redesenha os eixos urbanos, a ordem dos vários espaços públicos, com base em seus edifícios e geometria atual; e utiliza como chave para compreensão desse patrimônio a escala – as várias escalas, que justamente o qualificam como modelo de cidade.

Entretanto, ao analisar a forma com o propósito de compreender o significado, a exposição e o livro que a complementa, assume o papel de um atlas retrospectivo-contemporâneo do território de atuação do Barão Haussmann.

Paris Haussmann, modèle de ville
Foto Adalberto da Silva Retto Júnior

A terceira parte da exposição demonstra, a partir de gráficos, a eficiência do modelo haussmaniano se comparado com outras metrópoles internacionais: Barcelona, New York, Moscou, Berlim, Chicago, Washington DC, Amsterdã, Londres, Manila, Tóquio, Dakar, Nápoles, Brasília e Toledo.

Essa nova interpretação da cidade, a partir de informação obtida através da concepção e desenvolvimento de novas tecnologias e cálculos dos arquitetos Umberto Napolitano, Benoît Jallon e do engenheiro civil Franck Boutté, faz emergir um novo plano de cidade, de acordo com critérios contemporâneos devidamente explicados em folhetos, a serem levados na entrada da exposição: Global (Un projet total); Sérielle (La ville en catalogues); Mitoyenne (Vecteur de partage); Locale (Économie circulaire); Généreuse (Abondance de vides, abondance de pleins); Intense (Service et polycentrisme); Smart (L’Immeuble “terminal urbain”); Réversible (Mixité programmatique); Flexible (Typoligies bâties); Modulable (Unité/Multiplicité); Cohérente (Superposition entre ville du dessus et ville du dessous); Marchable (Urbanisme de longues et de courtes distance); Homogéne (Connectivité physique et virtuelle); Appropriable (L’invention d’un paysage homogène); Théâtrale (La rue “théâtre”, la cour “coulisse”); Adaptable (Rez-de-chaussé et entresol: un socle flexible); Efficace (Emprise au sol bâtie et densité urbaine); Équilibrée (Densité/Porosité); Constante (Flexibilité et reversibilité); e Narrative (Langage de façade(s)).

Paris Haussmann, modèle de ville
Foto Adalberto da Silva Retto Júnior

A partir disso, a mostra explicita seu maior objetivo: estimular o visitante a reexaminar os critérios do planejamento urbano contemporâneo à luz de um sistema em que os requisitos de desempenho visam buscar o prazer de viver em um lugar; onde o elemento resiliente seja a própria arquitetura.

E assim torna-se natural indagar: Qual é o walkability do tecido urbano haussmaniano em comparação com outras cidades internacionais? Por que a densidade incrível do modelo de Haussmann é tão confortável? Como está a eficiência energética dos blocos urbanos e edifícios em relação às normas vigentes? É o quarteirão urbano do século XIX um instrumento a serviço de uma cidade sustentável? Ou ainda, como o edifício haussmaniano é arquétipo de flexibilidade?

Paris Haussmann, modèle de ville
Foto Adalberto da Silva Retto Júnior

sobre o autor

Adalberto da Silva Retto Júnior é professor de Desenho Urbano e História do Urbanismo na Universidade Estadual Paulista – Unesp Bauru e Visting Schoolar do Programa Erasmus Mundus Sorbonne I (Paris, Evora, Pádua). Doutor pela USP/IUAV de Veneza e Pós Doutorado no Doutorado de Excelência do IUAV de Veneza.

comments

resenha do livro

Paris Haussmann

Paris Haussmann

Modèle De Ville

Umberto Napolitano, Franck Boutté and Benoit Jallon

2017

186.03 exposição
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

186

186.01 livro

Entre o ideal e o possível

Ou o método e a arte na urbanização da capitania de São Paulo (1765-1811)

Rubenilson Brazão Teixeira

186.02 livro

Provocações e sutilezas na obra de Gustavo Penna

Rosana S. B. Parisi

newspaper


© 2000–2017 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided