Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

newspaper

agenda cultural

Como parte das atividades do 7º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel, em um programa dividido em quatro lives, estudiosos convidados discutem, com mediação de arquitetos e críticos, a moradia sob vários aspectos

Para pensar o morar em tempos de pandemia, a série traz o fundador da organização Observatório de Favelas, Jailson de Souza, para abordar a habitação popular em relação à cidade (23/06, às 19h), e a arquiteta e professora Diana Helene Ramos, o doméstico e a questão de gênero (25/06, às 19h). Fernanda Figueiredo, especialista em cores e executiva de marketing, discutirá sobre a ressignificação da casa nesse novo cenário e o papel das cores na arquitetura (06/07, às 19h). Já o arquiteto e crítico Gabriel Kogan e a curadora associada do Instituto Tomie Ohtake Priscyla Gomes analisam as casas exibidas no cinema (07/07, às 19h). As lives podem ser acessadas pelo Instagram do Instituto Tomie Ohtake (@institutotomieohtake).

As inscrições da 7ª edição do Prêmio de Arquitetura foram prorrogadas até dia 8 de julho. Informações no site.

 

Programação

MORAR em tempos de pandemia

Moradia popular e a relação com a cidade

Jailson de Souza – fundador da organização Observatório de Favelas

Mediação: Diego Mauro

O isolamento social tornou-se o meio de proteção predominante diante dos desafios da pandemia do COVID-19. No entanto, tal noção tem encontrado desafios no contexto brasileiro frente ao grande número de habitantes em condições de vulnerabilidade nas periferias das grandes cidades. O foco dessa live será, portanto, a situação das favelas, que exigem uma estratégia de isolamento diferente da estabelecida nos espaços formais da cidade.

 

23/6 - 19h

MORAR em tempos de pandemia

O doméstico e a questão de gênero

Diana Helene Ramos – arquiteta e professora de estudos urbanos e habitação social

Mediação: Diego Mauro

Como pensar a questão da habitação no contexto de pessoas que não têm o direito básico à moradia, no momento em que se espera que todos fiquem em casa? A live parte dessa pergunta para discutir as questões enfrentadas por pessoas que moram em ocupações (com enfoque nas mulheres), bem como a situação de pessoas LGBTQI+ expulsas de seus núcleos familiares e que acabam, por vezes, recorrendo à prostituição.

 

25/6 - 19h

MORAR em tempos de pandemia

Arquitetura e cores

Fernanda Figueiredo – especialista em cores e executiva de marketing, responsável pela área de Colour Design da AkzoNobel (Tintas Coral) na América do Sul.

Com o isolamento social, a vida das pessoas voltou-se para dentro de seus lares. Estamos presenciando um momento de ressignificação das famílias com suas casas, que hoje é local do trabalho, da escola, da academia, do restaurante, do lazer, enfim, de tudo que se fazia fora dela. Isso mudou a forma como as pessoas consomem decoração, que se tornou mais prática e com propósito do que nunca. Dentro desse contexto, vamos discutir como fica a relação das cores (e sua importância) nesses espaços multifuncionais.

 

6/7 – 19h

MORAR - A casa no cinema

Gabriel Kogan – arquiteto urbanista e crítico de arquitetura

Priscyla Gomes – curadora associada do Instituto Tomie Ohtake

Aqui pretende-se explorar a representação da casa no cinema, investigação que abordará filmes relevantes para a história do cinema e que explicitarão o quanto o espaço em que habitamos afeta e molda o nosso cotidiano.

 

7/7 - 19h

Sobre o Prêmio

O Prêmio busca reconhecer as produções arquitetônicas de destaque na cena contemporânea brasileira, valorizando as formas inovadoras de pensar e construir o espaço social, contribuindo, assim, com o desenho do panorama atual da arquitetura nacional nos seus mais variados contextos. Os projetos selecionados participam da exposição na sede do Instituto Tomie Ohtake, registrada em catálogo, e os premiados, anunciados na inauguração da mostra, são contemplados com viagens internacionais.

O Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel é resultado de uma parceria entre o Instituto Tomie Ohtake e a AkzoNobel, multinacional holandesa que atua nos segmentos de tintas e revestimentos, e se insere nas perspectivas do Instituto, enquanto instituição cultural, ao promover iniciativas no campo da arquitetura, do urbanismo, das artes plásticas e do design.

 

Mais Informações Instituto Tomie Ohtake 

<br />Imagem divulgação


Imagem divulgação

LIVES - 7º Prêmio De Arquitetura Instituto Tomie Ohtake Akzonobel

happens
from 23/06/2020
to 07/07/2020

where
ITO
Instituto Tomie Ohtake
Av Faria Lima, 201, cep 05426-010, Pinheiros
São Paulo SP Brasil
terça a domingo, das 11h às 20h
+55 11 22451900

source
Pool de Comunicação
São Paulo

share


© 2000–2020 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided