Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

newspaper

eventos

Estão abertas as inscrições para a participação da VIII BIAU Cádiz 2012. As regras específicas para o Brasil estão na seção "Concursos" do Jornal Vitruvius

Links para regras de participação em prêmios

Seleção de obras da VIII BIAU: “Panorama Iberoamericano”

Publicações

Trabalhos de investigação (pesquisa)

Trajetória

Videourbana: percepções América Latina, Portugal e Espanha. Concurso de ideias em rede

Oficina da Água. Concurso de projetos para estudantes de arquitetura da América Latina, de Portugal e Espanha

REGULAMENTO DA CONVOCATÓRIA

1. Antecedentes

A Bienal Iberoamericana de Arquitetura e Urbanismo – BIAU  é uma iniciativa do Governo da Espanha, consolidada, após a realização de sete edições anteriores, como uma das referências fundamentais para compreender a situação da arquitetura e do urbanismo na comunidade iberoamericana.

As principais atividades da Bienal consistem em reconhecer carreiras profissionais e obras de arquitetura significativas; destacar as melhores publicações do setor; premiar as pesquisas mais destacadas ou as melhores ideias de estudantes para concursos publicados na Rede. Tudo isso após uma seleção realizada por júris representativos em cada tema e que se poderá ver no catálogo e nas exposições correspondentes. 

Seus objetivos gerais são:

Divulgar as experiências mais destacadas na América Latina, em Portugal e Espanha, contribuindo para a formação de um pensamento crítico e de uma política cultural integrada em matéria de arquitetura e urbanismo.

Articular um espaço permanente de reflexão e debate para promover o interesse e a participação dos diferentes segmentos sociais na proteção do território, na construção da cidade e na integração da arquitetura como um fator de oportunidade e de referência.

A Bienal Iberoamericana, com distintas denominações, celebrou-se anteriormente nos seguintes lugares:

I. Madri, Espanha em 1998

II. Cidade do México, México, em 2000

III. Santiago do Chile, Chile, em 2002

IV. Lima, Peru, em 2004

V. Montevidéu, Uruguai, em 2006

VI. Lisboa, Portugal, em 2008

VII. Medellín, Colômbia, em 2010

2. Lema da VIII BIAU, Cádis 2012: “estando la mar por medio”

“Los suspiros de un cautivo
No pueden llegar a España
Estando la mar por medio
Ay, se convierten en agua”

Sajuriana, canto popular chileno, século XIX

Como em edições anteriores, a BIAU propõe um tema central em torno do qual se desenvolvem os debates e conferências do programa de atividades de Cádis 2012.

Nesta ocasião, cabe destacar pelo menos três aspectos vinculados ao lugar e à data da celebração:

Cádis como berço das liberdades: Duzentos anos atrás, no dia 19 de março de 1812, aprovou-se em Cádis uma Carta Magna de cunho liberal que incorpora, na procura de um mundo mais justo, não apenas princípios básicos de convivência democrática, mas também o reconhecimento explícito dos direitos civis para a cidadania de ambos lados do Oceano Atlântico.

Esse documento, próprio da etapa ilustrada na Europa do século XIX, teve uma aplicação limitada,  mas se manteve desde então como uma referência constitucional, devido à carga de ideais que contém e o afã de modernidade que o caracteriza.

Cádis como ponto de início das afirmacões nacionais americanas: A partir desse momento, foram se consolidando os processo de independência dos países americanos ao longo do século XIX, produzindo grandes mudanças políticas, sociais e territoriais.

Cádis como modelo urbano: A partir da independência, as cidades americanas da colônia, que se desenvolveram durante três séculos seguindo modelos da Península Ibérica, seja a quadrícula espanhola ou a implantação mais orgânica no âmbito de domínio português,  passaram a ver o mundo francês e anglo-saxão como novos paradigmas nos processos de crescimento urbano e embelezamento das cidades.

As imigrações desde a Europa no começo do século XX coincidem com as etapas de  melhorias urbanas, de construção de equipamentos básicos e de ampliação dos limites dos  centros históricos de origem colonial.

Mais adiante, em conseqüência do empobrecimento do mundo rural, aumentaram os movimentos internos da população, que vieram a produzir desenvolvimentos periféricos de grande magnitude. As principais cidades multiplicaram sua superfície de ocupação exponencialmente em poucos anos, gerando sérios problemas de habitabilidade e também de governabilidade.

Não obstante, existem exemplos recentes de cidades iberoamericanas que, apesar de sua  desmesura, constituem um exemplo de modelo de gestão pública em procura  de soluções urbanas para uma melhoria substancial da qualidade de vida de seus habitantes.

Neste mundo de metrópoles ilimitadas, Cádis continua sendo uma referência de cidade densa e compacta que mantém sua identidade de muitos séculos graças à preservação de sua estrutura urbana. Um modelo que se reconhece muitas vezes do outro lado do oceano, naqueles lugares onde intervieram mestres de obra gaditanos, sob a tutela de engenheiros  militares que também tiveram relação com Cádis.

Por estas considerações, concebe-se como lema para a VIII edição da BIAU Cádis 2012 “estando la mar por medio” (estando o mar de permeio), frase feliz de uma triste copla chilena que conta as penas de um tempo quando o mar nos separava.

Hoje, o mar serve para unir, para enlaçar inquietudes e para estender pontes. Como sempre pretendeu a Bienal Iberoamericana de Arquitetura e Urbanismo.

Nesta ocasião, propõe-se uma reflexão sobre as cidades de um e outro confim, analisando de forma crítica as diversidades e semelhanças das realidades urbanas e, a partir das transformações, desde a cidade colonial, tratar de diagnosticar a situação atual e propor alternativas para o desafio dos próximos tempos.

O aprofundamento nas fórmulas de participação cidadã, a irrupção das novas tecnologias, as renovadas opções de representação política e o protagonismo da Região no cenário global supõem uma oportunidade extraordinária para abordar os problemas existentes desde um ponto de vista renovado, mas também crítico e propositivo.

Os profissionais da arquitetura, da cidade e do território hão de incorporar-se a esta nova realidade e de assumir um compromisso maior na resolução dos problemas sociais, com um enfoque que há de ser, necessariamente, multidisciplinar.

3. Instituições participantes

3.1. Instituições convocantes

Ministerio de Fomento. Secretaría de Estado de Vivienda y Actuaciones Urbanas

Ministerio de Asuntos Exteriores y Cooperación (AECID)

Consejo Superior de los Colegios de Arquitectos de España (CSCAE)

Federación Española de Municipios y Provincias (FEMP)

Conferencia de Rectores de Universidades Españolas (CRUE)

Consorcio Cádiz 2012

Ayuntamiento de Cádiz

Colegio Oficial de Arquitectos de Cádiz

Empresa Municipal de Vivienda y Suelo. Ayuntamiento de Madrid (EMVS)

Fundación Caja de Arquitectos

3.2. Instituicões convidadas

Ministerio de Cultura de Colombia

Alcaldía de Medellín

Sociedad Colombiana de Arquitectos (SCA)

Federación Panamericana de Asociaciones de Arquitectos (FPAA)

4. Coordenação e contato

Coordenadores

Elia Gutiérrez Mozo
José Ramón Moreno García
Oswaldo Román Lorente

Secretaria permanente

Consejo Superior de los Colegios de Arquitectos de España (CSCAE)
Paseo de la Castellana 12
28046 Madrid. España
Tel. 0034 914352200
Fax. 0034 915753839
Correio eletrônico: biau@arquinex.es

5. Lugar e data de celebração

A VIII Bienal Iberoamericana de Arquitetura e Urbanismo celebrar-se-á na cidade de Cádis (Espanha) na segunda semana de setembro de 2012, dentro dos atos de comemoração do Bicentenário da Constituição de 1912, “La Pepa”.

Anteriormente, e durante 2012, realiza-se esta convocatória para a apresentação de obras, publicações, trabalhos de investigação, ideias na rede e oficinas para estudantes.

Durante o mês de setembro de 2012, a cidade prevê realizar, em paralelo à Bienal, atividades relacionadas com a arquitetura e o urbanismo em diferentes áreas urbanas da capital e de outras cidades do entorno, para que a coletividade conheça o seu conteúdo e participe ativamente.

6. Modalidades de participação

Trata-se de selecionar e premiar os trabalhos realizados nos últimos três anos (desde 1 de janeiro de 2009 até 31 de dezembro de 2011), em qualquer país da comunidade iberoamericana, apresentados ao Delegado Nacional correspondente, pelos próprios autores ou por qualquer instituição ou empresa interessada,  e que não tenham sido apresentados em anteriores  edições da BIAU:

– Obras de edificação, urbanização e renovação urbana, espaços públicos ou qualquer outra modalidade de arquitetura construída.

– Trabalhos publicados e diferenciados em três categorias: livros; revistas e jornais; e outros meios, como os documentários de televisão e cinema, vídeos, etc.

– Trabalhos de Investigação inéditos em três categorias: tese, equipe de investigação e investigação aplicada

– Videourbana: Concurso na Rede

Oficina da água: Concurso entre estudantes de arquitetura com um tema comum

Também serão reconhecidas e premiadas trajetórias de vida entre os profissionais propostos anteriormente pela organização dos júris da VIII BIAU.

7. Delegados nacionais

A organização da Bienal nomeou um especialista por país ou região, que atuará como Delegado Nacional, selecionando, em primeira instância e com a assistência necessária, as obras de arquitetura, as publicações e os trabalhos de investigação mais interessantes realizados entre 1 de Janeiro de 2009 e 31 de dezembro de 2011.  E, também, proporá uma candidatura ao Prêmio à trajetória Profissional representando seu país ou região.

O Delegado Nacional coordenará internamente a região ou país que representa e também será o destinatário das possíveis consultas dos participantes. O Delegado Nacional recolherá as candidaturas e as enviará à organização da Bienal, até 31 de Março de 2012. Os delegados nacionais da VII BIAU são:

país / delegado nacional / contato

Argentina: Eduardo Maestripieri – delegado.biau.argentina@arquinex.es

Bolívia: Patricia Dueri – delegado.biau.bolivia@arquinex.es

Brasil: Abílio Guerra – delegado.biau.brasil@arquinex.es

Caribe (República Dominicana, Cuba, Porto Rico): Gustavo Moré  – delegado.biau.caribe@arquinex.es

América Central Sul (Honduras, El Salvador, Guatemala): Ana Grettel Molina – delegado.biau.centroamericasur@arquinex.es

América Central  Norte(Costa Rica, Nicarágua, Panamá): Eldler Castellanos – delegado.biau.centroamericanor@arquinex.es

Colômbia: Clemencia Escallón – delegado.biau.colombia@arquinex.es

Chile: Pablo Altikes – delegado.biau.chile@arquinex.es

Equador: Jennifer Illingworth – delegado.biau.ecuador@arquinex.es

Espanha: Carmen Espegel – delegado.biau.esp@arquinex.es

México: Paloma Vera – delegado.biau.mexico@arquinex.es

Paraguai: Ida de los Ríos – delegado.biau.paraguay@arquinex.es

Peru: Rossana Agois – delegado.biau.peru@arquinex.es

Portugal: Inés Lobo – delegado.biau.portugal@arquinex.es

Uruguai: William Rey – delegado.biau.uruguay@arquinex.es

Venezuela: Henry Vicente – delegado.biau.venezuela@arquinex.es

8. Calendário

A convocatória da VIII BIAU é aberta e pública, anunciando-se através do sítio www.biau.es, meios de comunicação, administrações públicas, conselhos e associações profissionais, escolas e faculdades de arquitetura, etc.

Os interessados podem dirigir-se aos delegados nacionais até 1 de Março de 2012. Os trabalhos serão selecionados em cada país ou região, através dos delegados nacionais e dos grupos de apoio quando for o caso, e serão enviados pela Delegação Nacional à Secretaria Permanente da Bienal na Espanha antes de 31 de Março de 2012.

As deliberações dos júris serão realizadas em Madri, durante o mês de abril de 2012. A publicação dos resultados será feita antes de 15 de Maio de 2012.

Datas principais:

Novembro 2011: Lançamento da convocatória.

01/03/12: Data limite para enviar os trabalhos aos Delegados Nacionais.

31/03/12: Data limite para enviar os trabalhos à Secretaria Permanente da BIAU.

13/04/12: Data limite para enviar os trabalhos da Oficina da Água.

23/24 Abril 2012: Reuniões dos Júris.

30/04/12: Data limite para enviar as propostas a VIDEOURBANA.

Maio 2012: Publicação da deliberação dos Júris.

10/14 Setembro 2012: Celebração da VIII BIAU em Cádis.

9. Aceitação do regulamento, aspectos legais e incompatibilidades

A inscrição dos trabalhos implica a aceitação deste regulamento e a autorização, livre de direitos de autor, da divulgação dos mesmos. As decisões dos jurados são finais e inapeláveis. Para que qualquer trabalho seja tido em conta pelo Júri, deve ter o aval da equipe de seleção ou do delegado de cada país e, portanto, os trabalhos enviados diretamente à Secretaria Permanente não serão aceitos.

Estarão excluídas as obras, publicações e trabalhos de investigação nos quais ocorra alguma das seguintes circunstâncias:

– Que pertença aos membros do Comitê Assessor Iberoamericano, a qualquer jurado, aos delegados nacionais, parceiros e colaboradores regulares ou seus familiares imediatos, podendo, não obstante, serem propostos para a próxima edição da Bienal, mesmo tendo sido aprovados ou finalizados entre os anos 2009 e 2011.

– Que não se apresentem através dos Delegados Nacionais.

– Que tenham sido apresentados em anteriores Bienais Iberoamericanas de Arquitetura e Urbanismo.

Todos os dados facilitados através de formulários em papel, formulários eletrônicos e/ou mediante correio eletrônico serão tratados com estrita confidencialidade, de acordo com a  Lei Orgânica 15/1999, de 13 de Dezembro, de Proteção de Dados de caráter pessoal.

Os candidatos que se apresentam à seleção e aos prêmios são responsáveis, em qualquer caso, pela veracidade dos dados fornecidos, reservando-se a Bienal o direito de excluir dos serviços registrados a todo aquele que apresente dados falsos, sem prejuízo de outras ações legais.

10. Prêmios e categorias

10.1. Seleção de obras da VIII BIAU: “Panorama Iberoamericano”

10.2. Publicações

10.3. Trabalhos de investigação (pesquisa)

10.4. Trajetória

10.5. Videourbana: percepções América Latina, Portugal e Espanha. Concurso de ideias em rede

10.6. Oficina da Água. Concurso de projetos para estudantes de arquitetura da América Latina, de Portugal e Espanha

11. Difusão dos trabalhos selecionados: exposições e publicações

Dar-se-á difusão aos trabalhos selecionados em cada categoria mediante as seguintes atividades:

– Exposição da seleção do Panorama de Obras de Arquitetura e Urbanismo.

– Exposição da seleção e Prêmios de Publicações e de Trabalhos de Investigação.

– Exposição do Concurso de Ideias de Arquitetura na Rede.

– Publicação do catálogo da VIII BIAU com os trabalhos selecionados em cada categoria.

12. Atividades em Cádis 2012

Na segunda semana do mês de setembro de 2012 será celebrada em Cádis esta VIII Bienal Iberoamericana de Arquitetura e Urbanismo, como mais uma etapa do processo contínuo que estas convocatórias constituem.

O Programa Acadêmico de atividades a desenvolver incluirá, além da apresentação dos trabalhos selecionados nas diferentes seções da convocatória, uma série de conferências magistrais, palestras especializadas e mesas de debate articuladas em torno de três linhas temáticas vinculadas ao conceito de Cidade: Pensamento ou reflexão teórica; Ação política ou gestão urbana e Ofício como exercício profissional direto.

Destacados teóricos ou gestores relevantes terão a oportunidade de expor suas contribuições à coletividade. Os Delegados Nacionais hão de justificar a seleção realizada em cada país ou região; membros de distintos júris poderão mostrar sua obra ou suas reflexões sobre o lema da convocatória; profissionais com trabalhos selecionados poderão expô-los em público.

Este Programa Acadêmico tentará aprofundar o atual discurso sobre a cidade a partir de distintas disciplinas. A seleção de palestrantes realizar-se-á de maneira equilibrada, sopesando valores regionais e especialistas em urbanismo, mas também em ciências sociais, de forma que se possa mostrar uma visão múltipla e enriquecedora da condição urbana.

website oficial

www.bienaliberoamericana.org

VIII Bienal Iberoamericana de Arquitetura e Urbanismo – Cádis 2012 Espanha

happens
from 10/09/2012
to 14/09/2012

where

Ministerio de Fomento - Gobierno de España

source
Organização VIII BIAU
Madri Espanha

share


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided