Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

newspaper

news

A negociação com as galerias estrangeiras deve ter um curso semelhante, em que pese a desvalorização cambial de quase 50% registrada ao longo desse trimestre

Diante das dificuldades da crise sem precedentes que o mundo vive por conta da pandemia do Covid-19, a SP-Arte deliberou a devolução integral dos valores pagos por todos os expositores brasileiros. Com essa decisão, a Feira arca com a totalidade dos prejuízos decorrentes do cancelamento tão próximo da realização do evento - além das suas próprias perdas, e assume também o prejuízo integral dos expositores nacionais, devolvendo a eles 100% dos pagamentos efetuados à SP-Arte.

Essa decisão se aplica, por enquanto, às galerias do mercado nacional. A negociação com as galerias estrangeiras deve ter um curso semelhante, em que pese a desvalorização cambial de quase 50% registrada ao longo desse trimestre.

A pandemia que o mundo atravessa é um evento tão excepcional nas relações contratuais que é chamado de caso fortuito ou força maior. Essa situação extrema autoriza legalmente o cancelamento de eventos como a SP-Arte independentemente de qualquer pagamento ou reembolso aos participantes. Assim, apesar de amparada pela legislação nacional pertinente, a SP-Arte optou, por liberdade, pela devolução integral dos valores pagos como forma de reafirmar seu compromisso com seus clientes e com o mercado de arte como um todo, mercado este que ajudou a transformar e do qual sempre foi uma apoiadora incondicional.

Segundo Fernanda Feitosa, diretora da SP-Arte, a superação dessa etapa possibilitará que a empresa se concentre na realização da SP-Arte online (ou viewing room) e nas ações de conteúdo e comerciais de apoio às galerias. "Desde o cancelamento do evento, nossa equipe vem trabalhando de maneira incessante em todas essas possibilidades para que possamos ajudar as galerias e o mercado de arte nacional a atravessar, juntos, este momento de incertezas", afirma.

É importante pontuar que a SP-Arte já tem, desde 2018, uma forte atuação no ambiente digital, com a plataforma SP-Arte 365, e agora renova ainda mais seus esforços para que as galerias tenham novas oportunidades nesse cenário, com o desenvolvimento de uma evento virtual pensado de maneira customizada a cada um dos expositores.

A feira online está prevista para acontecer entre junho e agosto deste ano, mas a organização da SP-Arte deve anunciar maiores detalhes mais à frente sobre como se dará a participação das galerias e a forma de interação com o público. "Posso apenas assegurar que, como tudo o que fazemos, será de qualidade e feito com carinho para nosso público e expositores", conclui Fernanda.

A edição de 2021 da SP-Arte está confirmada e deve acontecer de 14 a 18 de abril, no Pavilhão Ciccillo Matarazzo, no Parque Ibirapuera.

<br />Imagem divulgação


Imagem divulgação

SP-Arte anuncia devolução integral dos valores pagos pelos expositores

source
a4&holofote comunicação
São Paulo

share


© 2000–2020 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided