Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

bookshelf

Cidadela da liberdade

Cidadela da liberdade

Giancarlo Latorraca (Org.)
 

Edições Sesc SP, Instituto Lina Bo e P.M. Bardi, São Paulo; 1ª edição, 1999
translator: Anita Regina Di Marco
textos Fábio Malavoglia, Bruno Zevi, Antonio Gonçalves Filho; Eduardo Subirats, Marlene Acayaba e Cecília Rodrigues dos Santos.

edition: português
paperback
132 p
26 x 26 x 0,5 cm
600 g
illustrated
fullcolor
photos
drawings

(projeto de arquitetura, arquitetura moderna, exposições)

Cidadela da liberdade

about the book

Em 1977, recém chegada ao Brasil, acompanhei desde o inicio a transformação do SESC Pompéia, realizada com sensibilidade, criatividade, inteligência e atenção histórica por minha irmã Lina. Acompanhei-a na obra e no dia-a-dia dessa transformação, quando, na Casa de Vidro, Lina verificava as próprias ideias pedindo também minha opinião de "não adida aos trabalhos" em relação às soluções que imaginava.

Muitos anos se passaram e ainda hoje voltam a minha mente imagens, situações e pessoas ligadas àqueles momentos: o Paulista, por exemplo, marceneiro das "mãos de ouro", que realizava esculturas espontâneas e formidáveis; ou o mestre Molina, "Leonardo da Vinci" tropical das suas mágicas e incríveis geringonças.

Acompanhei o novo SESC Pompéia que, "Araba Fenice", renascia da velha fábrica de tambores, também diretamente, colaborando e participando em algumas exposições que trouxeram a alegria do antigo e tradicional, transformados em novo e revolucionário, como "Mil brinquedos para a criança brasileira" e "Caipiras, capiaus. pau-a-pique", entre outras.

Muitos anos se passaram, e ainda hoje o SESC Pompéia continua lá, lotado de gente de todo o tipo: crianças, idosos e jovens que comem na lanchonete, nadam na piscina, fazem esportes, leem, jogam xadrez, participam das várias iniciativas de lazer inteligente, ou assistem às manifestações culturais que nunca faltam na programação.

Um prazer – um prazer duplo – pelo indiscutível sucesso do SESC Pompéia e pela realização do projeto, que acho o mais representativo das ideias de Lina sobre arquitetura: coletiva, social, humana, simples, prática e de bom gosto.

(Graziella Bo Valentinetti, presidente do Instituto Lina Bo e P. M. Bardí)

about the author

Giancarlo Latorraca
Arquiteto formado pela FAU-USP em 1992, é um dos associados da Apiacás Arquitetos,além de diretor técnico do Museu da Casa Brasileira.

how to quote

LATORRACA, Giancarlo (Org.). Cidadela da liberdade. São Paulo, Edições Sesc SP, Instituto Lina Bo e P.M. Bardi, 1999.

comments

magazines

newspaper


© 2000–2020 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided