Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Primeira mulher a receber o Colar de Ouro do IAB, Rosa Kliass fez um pronunciamento marcado pelo alerta do cada mais frequente desrespeito aos projetos arquitetônicos executados e da necessidade de equidade de gênero.

english
First woman to receive the IAB Gold Necklace, Rosa Kliass made a pronouncement marked by the warning of the increasingly frequent disrespect for executed architectural projects and the need for gender equity.

español
La primera mujer en recibir el Collar de Oro de la IAB, Rosa Kliass hizo un pronunciamiento marcado por la advertencia de la falta de respeto cada vez más frecuente por los proyectos arquitectónicos ejecutados y la necesidad de equidad de género.

how to quote

KLIASS, Rosa Grena. Colar de Ouro do IAB para uma paisagista. Discurso da homenageada durante a entrega da comenda. Drops, São Paulo, ano 20, n. 145.01, Vitruvius, out. 2019 <https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/20.145/7491>.



Caras colegas, caros colegas, autoridades presentes, amigas, amigos, familiares e demais participantes desta cerimônia,

Vocês podem imaginar o quão emocionada eu me sinto pela homenagem que foi a mim conferida.

Eu me formei pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP em 1955, há quase 64 anos atrás.

Fui a primeira mulher a integrar a diretoria de nossa importante entidade, o IAB, ainda na década de 1950.

Meu percurso de atuação profissional, como quase todos sabem, foi pela consolidação de um campo para a arquitetura paisagística e pela afirmação de um espaço para os arquitetos paisagistas.

Ao longo de todo esse período, minha trajetória foi no sentido de desenhar paisagens e moldar uma profissão. Assim, dediquei uma boa parte da minha energia para a construção da nossa Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas, a Abap.

A Abap se caracteriza como uma entidade que sempre colaborou, desde o início, para a consolidação do campo da arquitetura. Tanto que ela esteve desde o início junto com o IAB e demais entidades na luta pela constituição de um órgão próprio para os profissionais de arquitetura e urbanismo, que culminou no período mais recente na criação do Conselho de Arquitetura e Urbanismo, o CAU.

Para minha grande felicidade, tive a oportunidade de participar da elaboração de projetos por todas as regiões do país, oferecendo minha contribuição para a melhoria da qualidade de vida da população.

Como é da natureza da própria arquitetura paisagística, fui responsável por projetos de diferentes escalas e significados. Desde a introdução de elementos paisagísticos no âmbito da edificação até o planejamento paisagístico de todas as escalas – regional, metropolitano e municipal.

Nesse processo, a luta pela realização de concursos públicos para projetos de importância estratégica sempre fez parte de nossa militância. Transparência, participação e democracia são ingredientes fundamentais para que a qualidade da intervenção no espaço seja voltada ao atendimento das necessidades da maioria.

Aqui mesmo em São Paulo, temos hoje o exemplo de dois casos em que estou diretamente envolvida. Refiro-me aos projetos da avenida Paulista e do Vale do Anhangabaú. O abandono dos projetos originalmente executados e a tentativa de passar ao largo dos mesmos para introduzir inovações sem uma discussão com os autores nem com os atores da cidade estão em flagrante contradição com as práticas da gestão democrática do espaço público.

Receber o Colar de Ouro do IAB hoje me faz lembrar da criação da comenda, há mais de meio século, em 1967. Com muito orgulho, então, passo a integrar a lista de inúmeros arquitetos e personalidades que ofereceram sua colaboração para a melhoria da arquitetura e do urbanismo em nosso País. Dentre tantos, faço questão de lembrar aqui figuras como Oscar Niemeyer, Lúcio Costa, Roberto Burle Marx e Vilanova Artigas.

Mas não poderia deixar de mencionar um aspecto que também é relevante. Depois de mais de 50 anos de homenagens, apenas esse ano uma mulher recebe o Colar de Ouro. Tenho a certeza que tal fato não deriva da ausência de profissionais mulheres com qualidade para receber o prêmio antes de mim. Sou muito grata e espero que essa decisão possa incluir a questão de gênero também dentre os demais critérios de atribuição do prêmio daqui em diante.

Muito obrigado ao IAB e todas as pessoas que colaboraram para essa premiação acontecesse hoje com todos nós presentes.

nota

NE – A transcrição do pronunciamento foi inicialmente reproduzida no site oficial do Conselho de Arquitetos e Urbanistas do Brasil – CAU BR, em 15 set. 2019.

sobre a autora

Arquiteta e urbanista pela FAU USP, Rosa Grena Kliass foi a primeira arquiteta a integrar a diretoria do IAB. Além de fundadora e primeira presidente da Abap, é ex-diretora da Federação Internacional de Arquitetos Paisagistas. Reconhecida internacionalmente, tem projetos importantes espalhados por todas as regiões do país.

 

comments

145.01 homenagem
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

145

145.02 cultura

O museu de Bacurau, de Frexeiras, do Nordeste e de outro mundo

José Lira

145.03 política

Entre Paris e Buenos Aires

“Eu sou você amanhã”

Carlos A. Ferreira Martins

145.04 projeto

Sobre o Museu da Bíblia

Um “projeto” de um Oscar Niemeyer já desinteressante (e desinteressado)

Rolando Piccolo Figueiredo

145.05 homenagem

Moacyr Moojen Marques (1930-2019)

Nota de pesar

Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil CAU/RS

145.06 design

Anni Albers (1899-1994)

A mulher na história do design

Ethel Leon

145.07 homenagem

Benedito Lima de Toledo (1934-2019)

O historiador da arquitetura

Beatriz Mugayar Kühl and Mário Henrique Simão D'Agostino

newspaper


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided