Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

interview ISSN 2175-6708

abstracts

português
Entrevista com João Filgueiras Lima, Lelé, concedida a Otavio Leonídio, no canteiro de obras do hospital da Rede Sarah, Barra da Tijuca (Rio de Janeiro/RJ), no dia 18 de outubro de 2007.

how to quote

LEONIDIO, Otavio. Eu vivo numa ilha. Entrevista com João Filgueiras Lima, Lelé. Entrevista, São Paulo, ano 15, n. 058.01, Vitruvius, maio 2014 <https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/entrevista/15.058/5170>.


Lelé e sua filha Adriana no lago construído pelo arquiteto no Park Way, Brasília DF
Foto divulgação [Livro "Arquitetura – uma experiência na área de Saúde"]


João Filgueiras Lima, Lelé

O arquiteto João Filgueiras Lima – Lelé (Rio de Janeiro, 1932 – Salvador, 2014) é tido como um dos mais importantes arquitetos brasileiros da atualidade e como um dos maiores especialistas em tecnologia da construção, o que levou a Bienal de Arquitetura de Brasília, promovida pelo Instituto de Arquitetos do Brasil, criar o Prêmio João Filgueiras Lima de Tecnologia. Seu interesse pela racionalização e industrialização da construção se manifestou já no início de sua carreira, quando em 1957 foi responsável por um sem número de acampamentos e barracões em madeira durante a construção da nova capital do país. Nos primórdios de Brasília, Lelé trabalhou diretamente com o arquiteto Oscar Niemeyer e com o antropólogo e educador Darcy Ribeiro na recém-nascida Universidade de Brasília.

Arquiteto pesquisador, suas experiências com a pré-fabricação se enveredaram pelo concreto pré-moldado, argamassa armada e ferro-cimento, resultando em projetos de arquitetura paradigmáticos, como o Hospital de Taguatinga (1968) e as Secretarias do Centro Administrativo da Bahia (1973). Sua Fábrica de Equipamentos Comunitários (FAEC), que esteve em atividade entre 1985 e 1989, deixou marcas indeléveis na cidade de Salvador, desenvolvendo elementos pré-fabricados para uso infra-estrutural e construção de equipamentos públicos (bancos, contenções de jardim, passarelas de pedestres, construção de escolas e creches), tendo uma importante participação no projeto de revitalização do centro histórico, se tornando importante colaborador da equipe liderada pela arquiteta Lina Bo Bardi.

Lelé ganhou o Prêmio Jabuti 2013 (2º lugar, modalidade arquitetura) com o livro Arquitetura – uma experiência na área de Saúde, publicado pela Romano Guerra Editora.

Otavio Leonidio

Nascido no Rio de Janeiro, em 1965, Otavio Leonidio possui graduação em Arquitetura e Urbanismo (1994) e doutorado em História (PUC-Rio, 2005). É professor do Curso de Graduação e do Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo da PUC-Rio. Autor de "Carradas de Razões: Lucio Costa e a Arquitetura Moderna Brasileira" (Loyola/PUC-Rio) e co-fundador da Associação Civil Casa de Lucio Costa. Visiting Scholar, ao longo de todo o ano de 2012, na Universidade de Stanford, EUA, onde desenvolveu pesquisa junto a Hans U. Gumbrecth.

Entrevista

Entrevista com João Filgueiras Lima, Lelé, concedida a Otavio Leonídio, no canteiro de obras do hospital da Rede Sarah, Barra da Tijuca (Rio de Janeiro/RJ), no dia 18 de outubro de 2007.

comments

058.01
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

058

058.02

Entrevista com André Corrêa do Lago

Adalberto Retto Jr.

058.03 tecnologia

A forma não importa

Maycon Sedrez and Gabriela Celani

newspaper


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided