Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

interview ISSN 2175-6708

abstracts

português
Erminia Maricato – arquiteta, professora da FAU USP, gestora pública e ativista social – é entrevistada por Abilio Guerra, Celso Sampaio, João Sette Whitaker e Lizete Rubano.

how to quote

GUERRA, Abilio; SAMPAIO, Celso Aparecido; WHITAKER, João Sette; RUBANO, Lizete Maria. Erminia Maricato, arquiteta, professora, gestora pública e ativista social. Transa Marieta – episódio 3. Entrevista, São Paulo, ano 21, n. 082.05, Vitruvius, maio 2020 <https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/entrevista/21.082/7757>.


Lançado em abril de 2020, o “Transa Marieta” – programa de entrevistas com personalidades da arte e da cultura contemporânea, realizado em ambiente virtual nesses tempos de pandemia e isolamento social – teve como primeiros convidados o escritor Milton Hatoum (1) e o músico Arrigo Barnabé (2), com expressiva audiência.

No terceiro episódio da série, o Transa recebeu a arquiteta Erminia Maricato, professora aposentada da FAU USP, que se destaca por atuações paralelas e articuladas na academia, administração pública e sociedade civil, todas elas marcadas pelo aprofundamento conceitual e engajamento político-ideológico nos temas referentes à melhoria das condições de habitabilidade das camadas mais vulneráveis da sociedade.

O evento ocorreu no dia 26 de maio de 2020, com início às 18h30, com aproximadamente duas horas e meia de duração, e transmissão ao vivo via Facebook, na página do projeto Marieta (3). Com grande repercussão e participação do público, teve mais de 2.800 visualizações, 167 comentários e 38 compartilhamentos durante sua exibição.

A entrevistada foi Secretária de Habitação e Desenvolvimento Urbano da gestão democrática de Luiza Erundina (1989-1992), quando foi responsável pela reformulação da política pública para a Habitação de Interesse Social. Autora da proposta de criação do Ministério das Cidades, atuou no órgão como Secretária Executiva, Ministra Interina e Ministra das Cidades no período 2003-2005, durante parte do primeiro governo Lula.

Mais recentemente, Maricato foi idealizadora do BrCidades, rede de ação coletiva em torno da agenda urbana, que tem atuado em diversos Estados do país debatendo “lutas urbanas e participação institucional, direito à moradia e à cidade, saneamento, saúde e meio-ambiente, direito à mobilidade urbana, economia e justiça nas cidades, violência urbana, qualificação da segurança, defesa do SUS, reforma tributária, entre outros” (4), agenda proativa que lhe valeu, ao lado de seus companheiros, o Prêmio APCA 2018 na categoria “Urbanidade”.

Com uma produção intelectual que reflete sua atuação dentro e fora da academia, autora de oito livros, alguns deles resenhados no Vitruvius (5), e sempre antenada na produção dos colegas (6), Erminia já tinha uma entrevista disponibilizada no portal (7), realizada em João Pessoa, em 2019, por Alessandra Soares, Artur Maia e Pedro Rossi, citados por ela durante a entrevista. Se os livros trazem uma reflexão profunda e aguda sobre o fenômeno urbano brasileiro contemporâneo, que buscam compreender as forças socioeconômicas que produzem a situação de extrema deficiência na qualidade de vida da população mais vulnerável, nos artigos se vê uma Ermínia proativa e militante, preocupada com situações específicas de injustiça social e voltada para formas de luta institucionais e no corpo da sociedade para o enfrentamento da dramática realidade brasileira (8).

A entrevista no Transa Marieta foi estruturada anteriormente pelos quatro entrevistadores em quatro blocos temáticos, tendo como pano de fundo tanto sua produção intelectual como o conhecimento prévio de sua atuação junto à sociedade. No primeiro bloco, “Erminia Maricato – a pessoa, a arquiteta, a acadêmica”, se buscou dar ao público uma ideia de sua formação, envolvendo família, iniciação ideológica, grupos de amigos, predileções artísticas e o início de sua vida profissional. No segundo, “Constituinte e governo de Luiza Erundina”, o foco foi direcionado às suas participações na Assembleia Constituinte de 1988 e administração Luiza Erundina (1989-1992), abrindo espaço para ela contar sobre sua relação com a prefeita, a equipe de trabalho, o estabelecimento de diretrizes e políticas públicas, o que foi implementado, as limitações e os fracassos. “Programas do PT e Ministério das Cidades”, terceiro bloco temático, permitiria à entrevistada comentar sua atuação como administradora pública dentro da estrutura do novo Ministério das Cidades, do qual é uma das idealizadoras, especificando estratégias de atuação, objetivos sócio-econômico-políticos, enfrentamentos ideológicos, equipe e sua relação com Olívio Dutra, o primeiro ministro da pasta. Por fim, no último bloco – “BrCidades, pandemia e o futuro que nos aguarda” –, uma abertura para suas atuações mais recentes e sua visão sobre os encaminhamentos presentes na vida social e nas cidades.

Como complemento, disponibilizamos dois filmes produzidos por Erminia Maricato na segunda metade dos anos 1970, onde se inicia a abertura do regime autoritário promovido pelo golpe de Estado de 1964. O primeiro, Fim de Semana, de 1975, cabe à arquiteta a pesquisa, orientação e produção, além do convite feliz para Renato Tapajós se incumbir da direção e do roteiro. No segundo, Loteamento Clandestino de 1978, Erminia assume a direção do filme, que tem roteiro dela ao lado de Amilcar Boucinhas, Odon Cardoso, Ronaldo Berngen e Rubens Carvalho. Por fim, uma ficha técnica com dados fartos sobre a entrevistada e alguma coisa sobre os entrevistadores.

A entrevista ao vivo percorreu seu próprio caminho, nem sempre acompanhando a pauta prévia. Para que o leitor possa verificar as intenções iniciais dos entrevistadores e compará-las à conversa que se seguiu, tanto a entrevista como o roteiro foram disponibilizados na íntegra para que que cada um possa fazer suas próprias verificações e tirar as próprias conclusões. Em certo sentido, resta um pouquinho de frustração de não termos feito as perguntas certas na hora certa. A sensação que fica é que muitas experiências não foram devidamente exploradas – caso específico da exitosa política habitacional durante o governo Erundina –, outras sequer tocadas – como sua luta pela reforma urbana nos anos 1980 e 1990.

Mas Erminia Maricato estava tão iluminada, tão entusiasmada, que sua fala reconfortou a todos nós que estamos tão desesperançados diante da pandemia, que colocou em crise o sistema de saúde brasileiro, e do pandemônio político-institucional gerado pelo atual governo federal. Ela falou do passado de forma crítica, sem nostalgia, apontando nos acertos e nos erros lições para a luta presente, luta necessária, inescapável se quisermos retomar a construção de um país para todos. E ela demonstrou como: uma viagem contínua pelo país a estabelecer conexões com os ativistas locais, conhecendo in loco as múltiplas realidades do país cujo denominador comum é a carência endêmica. Experiência que certamente retomará com ardor assim que o distanciamento social se tornar desnecessário. Foi uma tarde memorável. Como comentou Volia Kato ao final da conversa: “depoimento histórico de uma época onde se construía um projeto de Brasil”!

notas

1
O primeiro episódio do “Transa Marieta”, com Milton Hatoum, ocorreu no dia 20 de abril de 2020, com início às 18h30, e está disponibilizado no portal Vitruvius: GUERRA, Abilio; MASSI, Augusto; BUSSIUS, Julia. Milton Hatoum: literatura em tempos de cólera política e pandemia de coronavírus. Transa Marieta – episódio 1. Entrevista, São Paulo, ano 21, n. 082.02, Vitruvius, abr. 2020 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/entrevista/21.082/7713>.

2
O segundo episódio do “Transa Marieta”, com Arrigo Barnabé, ocorreu no dia 12 de maio de 2020, com início às 18h30, e está disponibilizado no portal Vitruvius: GUERRA, Abilio; ROMANO SANTOS, Silvana. As mil faces do artista Arrigo Barnabé. Transa Marieta – episódio 2. Entrevista, São Paulo, ano 21, n. 082.04, Vitruvius, maio 2020 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/entrevista/21.082/7740>.

3
Transa Marieta #3 – Erminia Maricato com Abilio Guerra, Celso Sampaio, João Sette Whitaker e Lizete Rubano <https://www.facebook.com/projetomarieta/videos/1121995858166274/>.

4
RECAMÁN, Luiz; SOMEKH, Nadia. BR Cidades: a reconstrução democrática do espaço urbano. Prêmio APCA 2018 – Categoria “Urbanidade”. BR Cidades / Erminia Maricato, Karina Leitão, Paolo Colosso, Carina Serra, João Sette Whitaker, Margaterh Uemura, Lizete Rubano e Celso Carvalho. Drops, São Paulo, ano 19, n. 141.05, Vitruvius, jun. 2019 <https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/19.141/7384>.

5
AGUSTINHO, Denise Paiva. Um novo ciclo na reforma urbana. Erminia Maricato discute o impasse da política urbana no Brasil. Resenhas Online, São Paulo, ano 11, n. 122.01, Vitruvius, fev. 2012 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/resenhasonline/11.122/4208>; CASIMIRO, Matheus de Vasconcelos. As ideias ainda fora do lugar. Ermínia Maricato demonstra a validade atual da interpretação de Roberto Schwarz. Resenhas Online, São Paulo, ano 15, n. 179.01, Vitruvius, nov. 2016 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/resenhasonline/15.179/6270>; MOREIRA, Tomás. Alternativas urbanas sob a ótica da reflexão crítica. Antiparalisia da ação propositiva segundo Erminia Maricato. Resenhas Online, São Paulo, ano 03, n. 028.03, Vitruvius, abr. 2004 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/resenhasonline/03.028/3191>; SANTANA, Lidia. O ângulo reto da análise urbana. As perspectivas de Otília Arantes, Carlos Vainer e Erminia Maricato. Resenhas Online, São Paulo, ano 05, n. 056.01, Vitruvius, ago. 2006 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/resenhasonline/05.056/3135>.

6
Como se verifica na sua preocupação em resenhar livros importantes, como os de Otilia Arantes e Mike Davis: MARICATO, Erminia. Megaeventos. O arrastão empresarial urbano na escrita elegante de Otilia Arantes. Resenhas Online, São Paulo, ano 11, n. 130.01, Vitruvius, out. 2012 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/resenhasonline/11.130/4554>; MARICATO, Erminia. Um mundo dominado pelas favelas. Resenhas Online, São Paulo, ano 06, n. 063.02, Vitruvius, mar. 2007 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/resenhasonline/06.063/3116>.

7
SOARES, Alessandra; MAIA, Artur; ROSSI, Pedro. O papel social da arquitetura. Entrevista com Ermínia Maricato. Entrevista, São Paulo, ano 20, n. 078.01, Vitruvius, maio 2019 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/entrevista/20.078/7351>.

8
De sua imensa produção de artigos militantes, ver no portal Vitruvius: MARICATO, Erminia. As tragédias urbanas: desconhecimento, ignorância ou cinismo? Minha Cidade, São Paulo, ano 11, n. 129.04, Vitruvius, abr. 2011 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/11.129/3795>; MARICATO, Erminia. Cidades no Brasil. Sair da perplexidade e passar à ação. Drops, São Paulo, ano 13, n. 069.04, Vitruvius, jun. 2013 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/13.069/4777>; MARICATO, Erminia. Os excluídos da cidade e a lei. Sobre a criminalização das vítimas da exclusão social. Drops, São Paulo, ano 20, n. 142.02, Vitruvius, jul. 2019 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/20.142/7406>.

comments

082.05 cidade e sociedade
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

082

082.01

Peter Eisenman in loco

Sérgio M. Marques, Mônica L. Bohrer and Lucas Canez M. Marques

082.02 literatura

Milton Hatoum: literatura em tempos de cólera política e pandemia de coronavírus

Abilio Guerra, Augusto Massi and Julia Bussius

082.03

Entrevista com Hernán Díaz Alonso

Sérgio M. Marques, Mônica L. Bohrer and Lucas Canez M. Marques

082.04 hq, música e cinema

Arrigo Barnabé

Abilio Guerra and Silvana Romano Santos

082.06

Processos de diversidade nas práticas projetuais

Oscar Eduardo Preciado Velasquez

082.07

Danilo Miranda, um intelectual a serviço do Brasil

Abilio Guerra, Marta Bogéa and Giovanni Pirelli

newspaper


© 2000–2020 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided