Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245


abstracts

português
Veja o resultado do Concurso Nacional promovido pela Prefeitura Municipal de Londrina e organizado pelo IAB - Instituto dos Arquitetos do Brasil, que premiou os 5 melhores anteprojetos arquitetônicos para o Teatro Municipal de Londrina-PR

how to quote

PORTAL VITRUVIUS. Concurso Público Nacional de Arquitetura para o Teatro Municipal de Londrina - PR. Projetos, São Paulo, ano 07, n. 080.01, Vitruvius, jul. 2007 <https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/07.080/2824>.


Um Palco para a Cidade

Situado em área privilegiada do empreendimento Marco Zero, nossa proposta pretende ser, em si, um grande palco urbano, aberto à cidade de Londrina, além de congregar os espaços internos necessários a um grande centro de criação contemporâneo. O grande cenário ali presente, instigante e provocativo, interagindo com os usuários e anunciando os espetáculos, será o marco referencial para a cidade, o foco principal, podendo ser usado como palco efetivo, aberto ao espaço frontal estabelecido no conjunto. Trata-se, portanto, de uma edificação cujo caráter fica evidente, antecipado através de sua vitrine convidativa que é palco, além de abrigar em sua base toda a lâmina de função administrativa e pequenas lojas, definindo ainda um espaço linear e contínuo, formando o grande foyer de integração entre as diversas salas de espetáculos. Este espaço abre-se para o exterior, integrando-se à área do condomínio Marco Zero, através de passarelas, espelho d'água e café.

Situação
Imagem do autor do projeto


A disposição das salas de espetáculo que nos pareceu mais conveniente foi aquela onde os palcos possam voltar-se para uma área comum, possibilitando o uso compartilhado das áreas de apoio, como camarins, oficinas, depósitos e demais serviços. Procuramos posicionar as salas didáticas de forma a obter acessos independentes, ao mesmo tempo em que possam perceber o espaço do foyer da Sala Principal, entrecortado por rampas e passarelas, configurando um ambiente de grandes possibilidades cenográficas. Os ambientes de trabalho recebem iluminação natural difusa, refletida, evitando a exposição direta ou inconveniente. Do ponto de vista do conforto e eficiência sonoras, optamos por um pré-lançamento de placas, forros e revestimentos, compatíveis com a fase do ante-projeto, indicando apenas os caminhos para maior desenvolvimento. Pensamos em uma estrutura mista em concreto e aço,com o fechamento das salas de espetáculos em paredes duplas de alvenaria de tijolos por razões de isolamento acústico. A construção pode ser implantada em duas etapas: na primeira, estaria a Sala 2, a black-box, os camarins  e o "palco urbano", contendo a administração. Na segunda etapa, entrariam a Sala Principal e as salas didáticas.

Corte AA
Imagem do autor do projeto

Corte BB
Imagem do autor do projeto

Corte CC
Imagem do autor do projeto

Planta nível 0.00 - entrada do condomínio
Imagem do autor do projeto

Planta nível -4.75 - subsolo
Imagem do autor do projeto

Planta nível -8.00 - subsolo
Imagem do autor do projeto

Planta nível +5.00 - entrada principal
Imagem do autor do projeto

Planta nível +7.50 - palco urbano
Imagem do autor do projeto

ficha técnica

Autores
Arquitetos Nonato Veloso e Cláudio Sá;

Colaborador
Arquiteto Miguel Ramirez

source
Equipe premiada
Brasília DF Brasil

comments

080.01 Concurso
abstracts
how to quote

languages

original: português

source
Organização do concurso
Londrina PR Brasil

share

080

newspaper


© 2000–2020 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided