Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245


abstracts

how to quote

PORTAL VITRUVIUS. Concurso Centro Cultural de Eventos e Exposições - Paraty. Dal Pian Arquitetos Associados, Apiacás Arquitetos e Yuri Vital Arquiteto. Projetos, São Paulo, ano 14, n. 159.05, Vitruvius, mar. 2014 <https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/14.159/5103>.


Feição das construções da cidade histórica, este projeto se apresenta com a intenção de releitura construtiva da edificação, agora em situação mais confortável, amparada pela nossa capacidade de produção industrial e na diversidade de nossas matérias primas disponíveis. Como na cidade antiga, este centro cultural está levemente solto do rés do chão, como um piso sobre o porão a conter a volumetria para o programa, construída em estrutura metálica e vedos, ora de painéis de concreto ora caixilhos. Esta disposição volumétrica possui também o objetivo de aliviar termicamente a construção, por conta da convecção de ar conduzida sob o piso e pelo colchão de ar entre a cobertura de madeira e a laje de cobertura dos pavilhões. Ademais, são utilizados brises de madeira nas fachadas com caixilhos que possuem maior incidência solar, resultando um melhor conforto térmico no interior dos edifícios. Sobre essa volumetria, uma cobertura leve, solta do volume, como um sótão, em madeira laminada fechada, basicamente complementada com painéis de vidro protegidos por uma camada de brises metálicos. Essa cobertura, em forma de grelha, traz a flexibilidade no uso desses fechamentos, com liberdade para escolha dos materiais de acordo com a necessidade.

A preocupação em respeitar o orçamento destinado a essa obra nos levou a pensar este projeto de maneira a resultar numa construção rápida, de estrutura modular e facilidade de execução. Se considerarmos que Paraty está em uma região com alto regime pluviométrico, este projeto permite a construção esteja configurada nas etapas subsequentes: a primeira, a fundação e o arrimo do piso do pátio. A segunda, antecipando a construção dos pavilhões, a execução do esqueleto estrutural e cobertura. A terceira e última, a construção dos pavilhões, com a evidente vantagem de permitir uma continuidade da obra livre das surpresas (constantes) de nossas intempéries.

ficha técnica

autor do projeto
Anderson Fabiano Freitas

coautores
Pedro Amando de Barros
Acácia Furuya
colaboradores
Francisco Veloso
Maria Wolf
Bárbara Francelin
Mateus D'Almeida
Felipe Zorlini
Vitor Costa
Leonor Vaz Pinto
Guilherme Pardini

source

comments

159.05 concurso
abstracts
how to quote

languages

original: português

source

share

159

159.01 equipamento público

Centro Paula Souza

Francisco Spadoni

159.02 crítica

Concursos de arquitetura: um impasse jurídico

Fabiano Sobreira

159.03 concurso

Centro Cultural de Eventos e Exposições - Cabo Frio

159.04 concurso

Centro Cultural de Eventos e Exposições - Nova Friburgo

159.06 crítica

A caixa como solução única

Marco Milazzo

159.07 obra

Pitanga do Amparo

Edite Galote Carranza and Ricardo Carranza

newspaper


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided