Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245


abstracts

português
Triptyque, em parceria com o paisagista Guil Blanche, propõe a conversão da infraestrutura do elevado Minhocão em marquise. Eles convidam a cidade e seus habitantes a olharem para a marquise como um ambiente produtivo e não apenas como um espaço passagem.

how to quote

PORTAL VITRUVIUS. A marquise do Minhocão. Projetos, São Paulo, ano 16, n. 183.04, Vitruvius, mar. 2016 <https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/16.183/5971>.


O viaduto Elevado Costa e Silva, conhecido como Minhocão, foi construído em 1971 como um símbolo da modernidade, que dava ao carro uma posição central. Hoje, é uma cicatriz no centro da cidade de São Paulo.

O plano diretor estipula um prazo máximo de 4 anos para transformar o elevado de quase 3 km. Durante anos, a reflexão ficou focada no futuro que seria dado às suas pistas e nunca na sua parte inferior, completamente esquecida pelo debate, mesmo sendo aquela que suscita mais cuidados, que forma uma espécie de túnel urbano, uma fonte de sombra abandonada.

Triptyque em parceria com o paisagista Guil Blanche, mudaram o ponto de vista com relação a essa infra-estrutura, passando do elevado à Marquise. Eles convidam a cidade e seus habitantes a olharem para a marquise como um ambiente produtivo e não apenas como um espaço passagem. Esse conceito foi então doado à Prefeitura de São Paulo.

A marquise do Minhocão, animação, São Paulo, 2016. Triptyque Architecture + Guil Blanche
Imagem divulgação

Desde o início, o projeto é participativo. A primeira fase deste estudo foi convidar a comunidade local para desenvolver e compartilhar seus desejos com relação ao futuro da Marquise do Minhocão. A estrutura se transformará respeitando a identidade do bairro e da comunidade local.

Em seguida, a proposta da Triptyque é dar vida ao espaço, iluminando-o graças a uma operação simples de abertura entre suas pistas para criar feixes de luz natural. A luz ativa o lugar e permite que a vida se instale, sendo que, no início, esse processo se dará sob a forma de vegetação. A Marquise do Minhocão é um dos lugares mais poluídos de São Paulo. Segundo pesquisas, plantas suspensas no teto ao longo de todo o comprimento do Minhocão poderão filtrar 20% da emissão de CO2 produzida pelos carros. A irrigação das plantas será feita por um sistema de coleta de água e a vaporização terá um papel de limpar o ar e as superfícies da marquise.

Com o apoio institucional da Interbrand, consultoria global de marca, a Marquise Minhocão ganhou cara e, principalmente, cores com uma nova identidade visual e verbal. Além do conceito das cores, a marca traz a nova perspectiva – o olhar para cima e para baixo – na construção do seu logo.“Hoje em dia, para ser relevante, é necessário desafiar o status-quo. Esse projeto permitirá um olhar generoso para a metrópole e seu entorno. Trará uma perspectiva completamente diferente para São Paulo e para todas as marcas que apostarem na cidade”, afirma Daniela Giavina-Bianchi – Managing Director da Interbrand.

Por fim, a Marquise poderá receber programas diversos. O seu comprimento será dividido em trechos determinados pelo espaço entre cada pilar (33m), estes blocos serão numerados como os "postos" nas praias do Rio de Janeiro. Cada bloco receberá 4 módulos de programa: cultura, alimentação, serviços e comércio.

A marquise do Minhocão, implantação, São Paulo, 2016. Triptyque Architecture + Guil Blanche
Imagem divulgação

sobre os autores

Desde o ano 2000, Triptyque Architecture explora as ferramentas que servem a um mundo contemporâneo e sustentável. Hoje sediada em São Paulo e Paris, a agência criada por Grégory Bousquet, Carolina Bueno, Guillaume Sibaud e Olivier Raffaëlli completa 16 anos de criação.

Guil Blanche é paisagista, idealizador e responsável pelo Movimento 90°, negócio social que tem como intenção aumentar qualidade de vida em grandes centros urbanos através da instalação de jardins verticais em paredes sem janelas dos prédios que formam a paisagem urbana de cidades como São Paulo. Preocupado com a melhoria e a democratização dos espaços urbanos vem transformando através de projetos economicamente viáveis espaços degradados nas cidades em espaços públicos ambientalmente e culturalmente eficientes.

comments

183.04 ideia
abstracts
how to quote

languages

original: português

source

share

183

183.01 design urbano

Parklets e a ampliação do passeio público

183.02 edifício cultural

Museu Nacional dos Coches, Lisboa

Paulo Mendes da Rocha

183.03 design

UIA 2020 Rio

183.05 teoria e projeto

Fábrica de Sal

Rafael Antonio Cunha Perrone

newspaper


© 2000–2020 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided