Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245


abstracts

português
A reforma e ampliação O2 Filmes, segundo Cristina Xavier, foi um projeto concebido em processo aberto, criativo e transformador. Simples! E complexo, ao mesmo tempo.

english
The renovation and expansion of O2 Filmes, according to Cristina Xavier, was a project conceived in an open, creative and transformational process. Simple! It is complex at the same time.

español
La renovación y expansión de O2 Filmes, según Cristina Xavier, fue un proyecto concebido en un proceso abierto, creativo y transformador. Simple! Es complejo al mismo tiempo.

how to quote

XAVIER, Cristina. Reforma e ampliação O2 Filmes. Simples!? Projetos, São Paulo, ano 20, n. 230.03, Vitruvius, fev. 2020 <https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/20.230/7639>.


Vários recortes seriam possíveis para contar um pouco da historia do Projeto O2 Filmes – São Paulo a pedido da nova e bem-vinda Revista Contraste da FAU – USP.

Em [19]95, recém-formada arquiteta, ouvi de Roberto Schwarz um comentário que apenas guardei, sem entender muito: “Arquitetura e Cinema são, das Artes, as mais complexas”. Nunca perguntei o que ele quis dizer exatamente, nem sei se hoje ele diria o mesmo ou se foi uma simples fala em conversa informal.

O fato é que me lembrei desse comentário em vários momentos do trabalho de Projeto e Obra da reforma da O2.

Reforma e ampliação O2 Filmes, croquis, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Imagem divulgação [Acervo Cristina Xavier]

Em abril de 2007, Fernando Meirelles me chamou na produtora, que já funcionava bem instalada em um galpão alugado (aproximadamente ¼ da área total atual) e recém comprado junto com outros seis galpões na Vila Leopoldina, formando um total de 7.600 m², uma meia quadra nesse bairro em transformação.

Reforma e ampliação O2 Filmes, situação original, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Foto divulgação [Acervo Cristina Xavier]

Andamos por tudo, bem rapidamente. Sobe, desce, abre porta, fecha porta, olha aqui, olha ali. No fim do passeio, sentado no espaço de pré-produção do filme Ensaio sobre a cegueira onde estavam uma série de fotos interessantes de lugares, cidades, pessoas, imagens de quadros e maquetes de espaços, ele disse:

Simples! Precisamos reformar a Produtora e dar um jeito de integrar o novo espaço dos galpões. Vou te passar uma planta baixa e em cinco minutos você vai entender tudo. Pensa num conceito e vamos nos falando.

Reforma e ampliação O2 Filmes, croquis, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Imagem divulgação [Acervo Cristina Xavier]

Silêncio. Arquiteta pensando: Simples? E agora?

Cena: O pessoal trabalhando na preparação daquele filme, incrível e complexo, e, ao lado, aqueles galpões de antigas oficinas e concessionarias totalmente detonados, tudo cimentado, poucas aberturas e pouca luz. Áreas já sendo invadidas, assim mesmo, uma divisória aqui, outra ali, para novos trabalhos, filmes publicitários, testes de Elenco, trabalhos de Pós-Produção, tudo ali, pulsando e pedindo espaços (melhores?).

Muita energia e criatividade, e certo receio, expresso por vários, de que, ao crescer, reformar e construir com projeto, perderiam a informalidade criativa, os encontros casuais e decisivos nos corredores. Um arquiteto imporia uma ordem racional/ estética? Viria estragar a brincadeira, o trabalho espontâneo e criativo?

Reforma e ampliação O2 Filmes, croquis, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Imagem divulgação [Acervo Cristina Xavier]

E agora?

O que fazer com esse desejo de rua?

Recorri ao texto de Italo Calvino, em Cidades Invisíveis, no embalo de Ensaio sobre a Cegueira.

“O inferno dos vivos não é algo que será; se existe, é aquele que já está aqui, o inferno no qual vivemos todos os dias, que formamos estando juntos. Existem duas maneiras de não sofrer.

A primeira é fácil para a maioria das pessoas: aceitar o inferno e tornar-se parte deste até o ponto de deixar de percebe-lo. A segunda é arriscada e exige atenção e aprendizagem continuas: tentar saber reconhecer quem e o que, no meio do inferno, não é inferno, e preserva-lo, e abrir espaço”.

Reforma e ampliação O2 Filmes, croquis, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Imagem divulgação [Acervo Cristina Xavier]

Sendo assim, a meu ver, eles tinham duas alternativas:

– A primeira: ok, vão em frente, sem projeto nem arquiteto, com espaços construídos da noite para o dia. Toca o pau! Libera a ocupação.

– A segunda: “é arriscada e exige atenção e aprendizagem continuas: tentar saber reconhecer quem e o que no meio do inferno, não é inferno, e preserva-lo, e abrir espaço”.

Fechamos com a segunda e fomos em frente. Fernando, cineasta, arquiteto de formação e jardineiro (como diz), representando a O2, participou ativamente do processo, bancando a opção. Como Buscapé, em Cidade de Deus, “se correr o bicho pega e se ficar o bicho come”: tratava-se de “abrir espaço”. 

Reforma e ampliação O2 Filmes, croquis, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Imagem divulgação [Acervo Cristina Xavier]

Para uma Produtora de Filmes, abrir espaço, em dois sentidos:

– Como uma cidade que acolhe, abrindo caminhos, vielas, pátios, ruas, praças, criando espaços de convivência e diversos locais de trabalho. A cidade como local de encontro e troca de ideias, de trabalho, lazer, cultura e arte. Muita luz e fluidez, jardins, contemplação e reflexão.

– E, abrir espaço para novos conteúdos, filmes, séries de TV e longas. Mais entretenimento, cultura e arte.

Reforma e ampliação O2 Filmes, croquis, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Imagem divulgação [Acervo Cristina Xavier]

O trabalho de Arquitetura se deu passo a passo, em camadas, mantendo as cascas e articulando os galpões de diversos usos com circulações claras e informais. Estruturas / caixas de madeira ocupando os espaços e criando vazios, curingas.

A cada camada superposta, na horizontal e na vertical, com aberturas e entradas de luz e jardins, fronteira a fronteira, em plantas e cortes, até chegar às elevações das ruas. Abrir. Se comunicar com a cidade, o bairro: levar/ trazer vida, civilidade.

Reforma e ampliação O2 Filmes, croquis, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Imagem divulgação [Acervo Cristina Xavier]

Muitos desenhos, croquis, e-mails, reuniões, projetos executivos e complementares. Muitos profissionais em obra, equipe de arquitetura, paisagismo, engenharia, estrutura, ar condicionado, elétrica, telefonia, hidráulica e reuso de água, comunicação visual, iluminação, design têxtil, diversos fornecedores e serviços.

Reforma e ampliação O2 Filmes, croquis, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Imagem divulgação [Acervo Cristina Xavier]

Uma verdadeira produção de Espaço.

E assim foi a historia. Simples! Em cinco minutos: um ano por minuto.

Julho 2007/ julho 2008, no primeiro minuto:

– Levantamento do espaço físico e do programa.

– Estudo preliminar e anteprojeto funcionando como roteiro.

– Divisão em três etapas de obra.

– Definição da construtora e esquema de gerenciamento (O2, arquitetura e engenharia) e instalação de escritório na obra.

– Reforma de telhados.

Reforma e ampliação O2 Filmes, croquis, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Imagem divulgação [Acervo Cristina Xavier]

Segundo: julho 2008 / julho 2009

– Projetos executivos, obra e jardins da Etapa 1 – galpões de elenco, financeiro, áreas externas de estacionamento e calçadas.

Reforma e ampliação O2 Filmes, croquis, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Imagem divulgação [Acervo Cristina Xavier]

Terceiro: julho 2009 / dezembro 2010

– Projetos executivos, obras e jardins da Etapa 2 – pós-produção (mobiliário produzido nos estúdios de Cotia).

Reforma e ampliação O2 Filmes, croquis, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Imagem divulgação [Acervo Cristina Xavier]

Quarto: 2011

– Projetos executivos, obras e jardins da Etapa 2 – galpão de produção 1 e 2, copa, sala de projeção, recepção, entrada e áreas externas, pátios, praças e calçadas.

Reforma e ampliação O2 Filmes, croquis, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Imagem divulgação [Acervo Cristina Xavier]

Quinto: 2012

– Projetos executivos, obras e jardins da Etapa 3 – galpão de produção 3, produções executivas, atendimento e diretores.

Em fevereiro de 2013 concluímos o processo de projeto e obra da reforma da O2 Filmes.

Um processo aberto, criativo e transformador.

Simples! E complexo, ao mesmo tempo.

Reforma e ampliação O2 Filmes, croquis, São Paulo SP Brasil, 2013. Arquiteta Cristina Xavier
Imagem divulgação [Acervo Cristina Xavier]

notas

NE – Este texto foi originalmente publicado em: Revista Contraste, n. 2, São Paulo, FAU USP, 2º sem. 2013.

ficha técnica

projeto
Reforma e ampliação O2 Filmes

local
São Paulo SP Brasil

ano
2013

área
Terreno/ intervenção: 7600 m²
Construída: 5100 m²

arquitetura
Arquiteta Cristina Xavier (autora), arquitetos Ana Lucia Pacheco, Felipe Góes, Fernando Rodrigues e Tatiana Onozato (colaboradores)

paisagismo
Ciça Souza

design têxtil
Renata Meirelles

comunicação visual
Roberta Asse

consultoria de cores
Haydée Belda

perspectivas
João Xavier

construtoras
Klar Construtora e Construtora Nartex

estruturas de madeira
Ita Construtora

consultoria estrutura de concreto
Engenheiro Vicente di Stefanno

foto
Cristiano Mascaro / Pedro Kok / Felipe Góes

comments

230.03 institucional
abstracts
how to quote

languages

original: português

source

share

230

230.01 habitação unifamiliar

Residência em Guaecá

230.02 meio ambiente

Parque Municipal Raul Seixas e suas transformações

Lucas Lavecchia and Leonardo Pequi

newspaper


© 2000–2020 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided