Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245


abstracts

português
Pensar as possibilidades do tijolo. Facilitar a participação criativa no canteiro de obras. Revisitar técnicas construtivas. Essas foram ideias que nortearam o projeto Residência dos Padres Claretianos.

english
Think brick possibilities. Facilitate creative participation at the construction site. Revisiting construction techniques. These were ideas that guided the Claretian Fathers Residence project.

español
Piensa en las posibilidades de ladrillo. Facilitar la participación creativa en el sitio de construcción. Revisando las técnicas de construcción. Estas fueron ideas que guiaron el proyecto Claretian Fathers Residence.

how to quote

RISI, Affonso. Residência dos Padres Claretianos. Projetos, São Paulo, ano 20, n. 232.03, Vitruvius, maio 2030 <https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/20.232/7733>.


O saber / o saber fazer.

A prancheta / o canteiro.
A síntese necessária e difícil.
De um lado, o “jogo sábio das formas debaixo da luz”,
história -memória presentes em cada traço, muro, esboçado
desenho mágico.
De outro, a lenta e medida acumulação de gestos,
economia feita história, também,
do homem construtor, no desafio amoroso ao material,
no “jogo sábio” com o tempo
desejo lógico.
A “história como amiga”.
O “canteiro como escola”.
Duas belas utopias para a nova modernidade.

Residência dos Padres Claretianos, Batatais SP Brasil, 1984. Arquitetos Affonso Risi e José Mario Nogueira
Foto divulgação

Pensar uma casa para padres, hoje, usando exaustivamente as possibilidades do tijolo (paredes, estrutura, tetos). Facilitar condições para uma participação criativa dos operários no canteiro de obras. Revisitar velhas técnicas construtivas buscando novos espaços. Essas foram ideias que nortearam o projeto de Batatais.

Residência dos Padres Claretianos, Batatais SP Brasil, 1984. Arquitetos Affonso Risi e José Mario Nogueira
Foto divulgação

Como nos antigos conventos, organizamos a construção ao redor de um jardim central, quadrado, com uma galeria – claustro – para onde se abrem os diversos espaços. Dois lados contêm os dormitórios, abóbadas parabólicas de tijolo levantadas sem nenhuma fôrma ou cimbramento. Articulando esses dois lados estão a estrutura com as placas coletoras de energia solar e a torre de água. Dela partem duas paredes perpendiculares às abóbadas, separando quartos de banheiros que, como aquedutos, levam os encanamentos hidráulicos. Na terceira ala, as áreas de serviço, cozinha e refeitório têm abóbadas semicirculares construídas à velha maneira romana, com cambotas de madeira deslocadas ao longo das paredes. Quatro abóbadas cobrem o refeitório, organizadas como um “catavento” e se encontrando no centro, no pilar monolítico de granito.

Residência dos Padres Claretianos, Batatais SP Brasil, 1984. Arquitetos Affonso Risi e José Mario Nogueira
Foto divulgação

O quarto lado, o da entrada, tem os espaços de estar e encontro, cilindros cobertos por cúpulas de tijolo, construídas também sem o auxílio de fôrmas e com aberturas de iluminação zenital. Por essa ala se tem acesso à capela, único volume a invadir o espaço do jardim central, com sua parábola cerâmica contínua – chão, parede, teto – fechada nos dois lados por vitrais coloridos.

Residência dos Padres Claretianos, Batatais SP Brasil, 1984. Arquitetos Affonso Risi e José Mario Nogueira
Foto divulgação

Na cobertura do claustro utilizamos uma técnica já quase esquecida: a construção de lajes planas feitas com tijolos de barro. Na galeria da entrada esse teto se apoia em generosos arcos e se abre para a luz através de vários rasgos zenitais circulares.

Residência dos Padres Claretianos, Batatais SP Brasil, 1984. Arquitetos Affonso Risi e José Mario Nogueira
Foto divulgação

Foi intensa a participação do pessoal da obra na tomada de decisões de muitos elementos e operações da construção: desenhos variados na amarração dos tijolos, quase a assinatura de cada operário nas paredes, aprimoramento e transformação de técnicas, elaboração carinhosa dos detalhes. Assim, por exemplo, as chaminés “gaudianas” e as paredes de elementos vazados do mestre Benedito Brunherotti, o chefe da obra; a cruz em rebaixo modulado de tijolos com que nos surpreendeu, ainda, mestre Benedito quando da desforma da capela: o detalhe que faltava na abóbada que cobre o altar.

Residência dos Padres Claretianos, Batatais SP Brasil, 1984. Arquitetos Affonso Risi e José Mario Nogueira
Foto divulgação

Outras mãos inspiradas trabalharam madeira, ferro, pedra, vidro.

A “história como amiga”, no dizer de Louis Kahn, foi o tema gerador desses espaços.

Residência dos Padres Claretianos, Batatais SP Brasil, 1984. Arquitetos Affonso Risi e José Mario Nogueira
Foto divulgação

notas

Prêmio Rino Levi – Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB-SP, 1983

Prêmio Destaque – 2ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo – BIA, 1993

ficha técnica

projeto
Residência dos Padres Claretianos

local
Batatais SP Brasil

datas
Projeto: 1981/82
Construção: 1983/84

arquitetura
Arquitetos Affonso Risi e José Mario Nogueira

colaboração
Renato Kaida

estrutura
Engenheiros Ugo Tedeschi e Haruo Hashimoto

obra
Engenheiro Luiz Alberto Fantacini

mestre de obra
Benedito Brunherotti

luminotecnia
Arquitetos Esther Stiller e Gilberto Franco

paisagismo
Engenheiro Rodolfo Geiser

vitrais
Affonso Risi

execução
Conrado Sorgenicht

fotos
Graça Aguiar e José Carlos Fioretto (1985)
José Mario Nogueira (obra) e Júlia Risi (2007)
Wagner Abrahão Junior e José Lucas Viccari (2011)

comments

232.03 institucional
abstracts
how to quote

languages

original: português

source

share

232

232.01 uso misto

Bottière Chénaie em Nantes

232.02 habitação de interesse social

Habitacional Humuarana

newspaper


© 2000–2020 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided